Os Simpsons previram guerra da Ucrânia e Rússia? Showrunner acha ideia 'triste'

Os Simpons, com centenas e centenas de episódios, eventualmente abordam um assunto que prova ser real depois - a guerra entre Ucrânia e Rússia foi um desses?

Redação Publicado em 28/02/2022, às 15h40 - Atualizado em 08/03/2022, às 18h21

None
Os Simpsons previram guerra entre Rússia e Ucrânia? (Foto: Reprodução / Star)

Al Jean, showrunner dos Simpsons, comentou com o Hollywood Reporter sobre um vídeo da série amplamente compartilhado no Twitter na última semana. De acordo com alguns internautas, mais uma vez, a animação previu o futuro - no caso, o conflito entre Rússia e Ucrânia. 

No episódio de 1998, Simpson Tide, Homer entra na marinha, e acidentalmente joga o capitão do navio em mares russos. Na sequência, o presidente da Rússia revela a verdade: a União Soviética nunca se dissolveu. Tropas russas andam pelas ruas, e Lenin levanta do caixão.

+++ LEIA MAIS: 5 vezes em que Os Simpsons previram o futuro: de Trump presidente a lesão do Neymar [LISTA]

Para Al Jean, o clipe não é realmente uma previsão, mas "infelizmente, mais uma norma." Disse: "Quando falamos de previsão, temos dois tipos: as triviais, como Don Mattingly arranjando problemas por causa do cabelo em Homer At The Bat, e então temos previsões como essa

"Odeio dizer, mas nasci em 1961, então 30 anos da minha vida foram sob o espectro da União Soviética. Para mim, isso é, infelizmente, mais a norma do que uma previsão. Simplesmente sabíamos que algo iria mal."

+++ LEIA MAIS: As 9 vezes mais incríveis em que Os Simpsons previram o futuro [LISTA]

Para Al Jean, "agressões históricas nunca acabam realmente, você precisa ser super vigilante. Em 1998, quando isso foi ao ar, era provavelmente o auge do atrito entre Estados Unidos e Rússia. Mas, desde que Putin [presidente da Rússia] assumiu o poder, quase todo mundo deixou claro como ele é um cara mau e algo ruim aconteceria."

Para ele, isso não é realmente uma previsão, mas mais uma referência a algo que ocorreu, e provavelmente aconteceria novamente. "Temos esperanças que não [aconteça de novo], mas infelizmente acontece."

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por The Simpsons (@thesimpsons)

+++ LEIA MAIS: Os 4 episódios mais polêmicos (e censurados) de Os Simpsons: drogas, homofobia e Rio de Janeiro


A crise da Rússia e Ucrânia

Vladimir Putin, presidente da Rússia, ordenou um ataque à Ucrânia em 24 de fevereiro, contrariando esforços diplomáticos de resolução de conflito. Os motivos foram diversos, e passam de expansão da influência de Putin a movimentos separatistas na Ucrânia - assim como anexação de território do país gigante e a aproximação de influências do Ocidente.

Desde o início do conflito, milhares de ucranianos buscam abrigo em países vizinhos. A Rússia reafirma que não vai atacar territórios civis, mas há relatos de mísseis em cidades, além dos efeitos de ricochete em interceptações aéreas.

+++ LEIA MAIS: Winter on Fire: Crise na Ucrânia é destaque em documentário da Netflix; conheça

De acordo com o NME, o ministro da Saúde ucraniano, Viktor Liashko, anunciou a morte de198 ucranianos, inclusive três crianças. Mais de 1 mil pessoas foram feridas. A Rússia não declarou o número de injúrias do exército.