Quadrilha ataca agências bancárias em Araçatuba, faz reféns e deixa 3 mortos

Os criminosos da quadrilha também espalharam explosivos nas ruas de Araçatuba, e prefeito pede para população não sair de casa

Redação Publicado em 30/08/2021, às 10h07

None
Quadrilha de assaltantes de Araçatuba amarram reféns em cima de carro (Foto: Reprodução/Twitter)

Araçatuba, cidade do interior de São Paulo, viveu uma madrugada de terror nesta segunda, 30. Uma quadrilha invadiu o município, assaltou agências bancárias e fez diversos reféns de “escudo”. Ao menos três pessoas foram mortas, sendo dois moradores e um integrante da quadrilha.

Conforme publicado pelo G1, entre o ataque às três agências, tiroteio e a fuga, o crime durou duas horas. Eram cerca de 20 criminosos em 10 carros — e diversos fizeram reféns após os assaltos.

+++LEIA MAIS: Harry Styles se jogou na frente de carro para fugir de assalto a mão armada em Londres

Diversos vídeos circulam nas redes sociais e mostram reféns feitos de “escudos humanos” dos criminosos e, inclusive, sobre carros. Ainda, a reportagem apurou que os assaltantes usaram um drone para monitorar a chegada dos policiais, e fizeram barreiras com veículos em chamas para impedir a chegada de equipes aos locais.

Além de saírem atirando pela cidade, os criminosos também espalharam diversos explosivos pelas ruas da cidade — por isso a Polícia Militar e o prefeito pedem para a população não sair de casa até que os dispositivos sejam desativados.

+++LEIA MAIS: O dia em que Tupac Shakur levou 5 tiros em assalto à mão armada - e sobreviveu

Para isso, uma equipe do Gate (Grupo de Ações Tática Especiais) foi chamada. Também desconfia-se que um caminhão abandonado pelo grupo na região central esteja cheio de bombas.

Segundo o G1, a ação criminosa deixou quatro feridos, entre eles um homem que precisou ter os dois pés amputados após acionar um explosivo acidentalmente. Devido aos ataques e explosivos nas ruas, as aulas na cidade foram suspensas.

+++LEIA MAIS: Ama La Casa de Papel? Assalto ao Banco Central é série perfeita para você

À Folha de S. Paulo, o empresário Arnaldo Santos, dono de uma loja de skate e um bar, falou sobre a situação: “Mais de 70 pessoas ficaram na minha loja. Nós nem dormimos. O centro está lotado de bombas, todo mundo ficou com muito medo. Provavelmente, quem trabalha no centro não vai conseguir fazer nada hoje.”

Ações semelhantes com veículos incendiados, ataques a agências e reféns são investigadas em cidades do interior do estado de São Paulo, Araraquara, Botucatu e Ourinhos.


+++ CONFIRA TUDO SOBRE A BANDA 5 SECONDS OF SUMMER!