Queiroga quer 'tirar de uma vez por todas essas máscaras' até fim de 2021

O Ministro da Saúde Marcelo Queiroga voltou a falar no fim da obrigatoriedade do uso de máscara no Brasil

Redação Publicado em 12/08/2021, às 12h05

None
Ministro da Saúde Marcelo Queiroga (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

Marcelo Queiroga voltou a falar no fim da obrigatoriedade do uso de máscaras no Brasil. O ministro da Saúde afirmou que até o final do ano irá acabar com o “caráter pandêmico” no país, e, com isso, a população poderá “tirar de uma vez por todas essas máscaras.”

Segundo informações do Correio Braziliense, a declaração de Marcelo Queiroga foi feita durante discurso na inauguração da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Paranoá, em Brasília, na quarta, 11 de agosto.

+++LEIA MAIS: Ministro da Saúde comenta sobre estudo para desobrigar uso de máscara: ‘Não há pressa’

"Garanto a vocês, em nome do Bolsonaro, até o final do ano toda a população brasileira estará vacinada. Até o final do ano, poremos fim ao caráter pandêmico dessa doença no Brasil e vamos poder tirar de uma vez por todas essas máscaras, e desmascarar aqueles que, mesmo que nunca tenham usados máscaras, precisam ser desmascarados", afirmou Queiroga.

Além de falar que até final de 2021 toda a população adulta do Brasil será vacinada contra a covid-19, Queiroga ressaltou a distribuição de imunizantes feita pelo Ministério da Saúde aos estados:

+++LEIA MAIS: Celebridades receberam R$ 4,3 milhões para fazer propaganda para Bolsonaro; entenda

"Nós estamos próximos de distribuir mais de 200 milhões de doses de vacina para a nossa população. E isso destrói por completo essa narrativa de que o Ministério da Saúde não entrega doses de vacina à população brasileira," afirmou.

Apesar das falas do ministro, o governador de São PauloJoão Doria (PSDB) afirma que a pasta não entregou a quantidade de doses contra covid-19 programadas. Em 5 de agosto, o político afirmou que entraria na Justiça após o atraso da entrega de vacinas.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro ironiza reinfecção de Doria por Covid-19: 'Máscara, talquinho no bumbum e reinfectado'


+++ FIUK: 'TENHO ROCK NA VEIA DESDE CRIANÇA' | ENTREVISTA | RS