'Só Deus me tira daquela cadeira', diz Bolsonaro após receber alta de hospital

Após sair de hospital no domingo, 18, o presidente Jair Bolsonaro voltou a falar que apenas intervenção divina o tiraria da cadeira presidencial

Redação Publicado em 19/07/2021, às 09h18

None
Jair Bolsonaro (Foto: Andressa Anholete / Getty Images)

Jair Bolsonaro (sem partido) deixou no domingo, 18, o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, depois de quatro dias internado para tratar uma obstrução intestinal. Após receber alta, o presidente voltou a falar que apenas Deus poderia tirá-lo da cadeira presidencial. 

Segundo o Correio Braziliense, Bolsonaro declarou: "Querem derrubar o governo? Já disse: só Deus me tira daquela cadeira. Será que não entenderam que só Deus me tira daquela cadeira? Se aparecer corrupção em meu governo, serei o primeiro a buscar maneiras de apurar e deixar na mão da Justiça para que esse possível responsável seja punido."

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Jair M. Bolsonaro (@jairmessiasbolsonaro)

 

+++LEIA MAIS: Internação de Jair Bolsonaro tem manifestações do lado de fora do hospital

Na saída do hospital, Bolsonaro também voltou a defender o voto impresso e criticar  presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Luís Roberto Barroso. Segundo o chefe do Executivo, Barroso faz "ativismo eleitoral" contra a medida de mudança no sistema eleitoral brasileiro: "Queremos transparência nas eleições. Não existem eleições sem transparência. Isso é fraude. Não queremos isso", falou.

O presidente comentou sobre denúncias de irregularidades na compra de vacinas contra Covid-19. Ainda, Bolsonaro defendeu o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello, que teria negociado doses da Coronavac ao triplo do valor oferecido pelo Butantan, segundo reportagem da Folha de S. Paulo.

+++LEIA MAIS: 'Sou igual ao cocô de vocês', diz Bolsonaro a apoiadores sobre CPI da Covid

"Brasília é o paraíso dos lobistas, de picaretas. Todos pressionavam por vacinas. Muitas pessoas foram recebidas no ministério. O próprio traje do Pazuello, ele está sem paletó. Aquele pessoal se reuniu com diretor responsável por possível compra lá no ministério e na saída conversou. Agora, se fosse algo secreto, algo superfaturado, ele estaria dando entrevista ou estaria escondido no porão do ministério? Agora, acredita quem quiser. O nosso governo não gastou um centavo com picareta. Parabéns ao Pazuello", disse.


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL