YouTube remove vídeos de Bolsonaro por informações falsas sobre a Covid-19

Mais de 10 vídeos de Bolsonaro foram removidos por violarem política de informações do YouTube sobre a Covid-19

Redação Publicado em 22/07/2021, às 08h53

None
Jair Bolsonaro (Foto: Andressa Anholete / Getty Images)

Diversos vídeos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foram removidos do YouTube na quarta 21, de julho. Segundo o UOL, nas filmagens, o presidente defendia uso de remédios e tratamentos sem eficácia comprovada, como hidroxicloroquina e ivermectina, contra a Covid-19.

A plataforma anunciou na quarta, 21, que após uma análise, os vídeos foram removidos por violarem a política de informações sobre a Covid-19. Por conterem informações incorretas e sem comprovação científica, precisaram ser retirados:

+++LEIA MAIS: Bolsonaro ironiza reinfecção de Doria por Covid-19: 'Máscara, talquinho no bumbum e reinfectado'

“Nossas regras não permitem conteúdo que afirma que hidroxicloroquina e/ou ivermectina são eficazes para tratar ou prevenir covid-19; garante que há uma cura para a doença; ou assegura que as máscaras não funcionam para evitar a propagação do vírus,” explicou o YouTube em comunicado.

Em seguida, a plataforma afirmou que as políticas de remoção de vídeos são apoiadas em “orientações das autoridades de saúdes locais e globais”. O YouTube ainda afirmou que as diretrizes são aplicadas independente do criador de conteúdo e de orientações políticas.

+++LEIA MAIS: 70% dos brasileiros acreditam haver corrupção no governo Bolsonaro, aponta Datafolha

Lives semanais de Bolsonaro foram removidas

Conforme análise realizada pela Reuters, a remoção realizada na plataforma inclui mais de 10 lives transmitidas pelo presidente Bolsonaro semanalmente, às 19h das quintas-feiras. Em lugar dos conteúdos, o YouTube deixa uma mensagem para noticiar que a filmagem não está mais disponível: “este vídeo foi removido por violar as diretrizes da comunidade do YouTube”.

Além de incentivar uso de remédios sem eficácia contra a Covid-19, como ivermectina e cloroquina, em outro vídeo, o presidente sugeriu o uso de chás sem comprovação científica para tratar a doença.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro quer aprovar decreto que limita atuação de redes sociais


+++ RS TRENDING | CONHEÇA OLIVIA RODRIGO: VIDA, RECORDES, SOUR E MAIS!