Pulse

Rock in Rio 2019: Com Dona Onete, Fafá de Belém e Gaby Amarantos, Pará Pop faz uma festa de carimbó em prol da Amazônia

Lucas Estrela, Jaloo e Manoel Cordeiro também participaram dessa enorme celebração da cultura paraense

Igor Brunaldi Publicado em 03/10/2019, às 19h09

None
Jaloo e Gaby Amarantos no show Pará Pop no Rock in Rio 2019 (Foto: Diego Padilha/I Hate Flash)

Assim como o sol quente fazia lá do céu, o Pará Pop fez todo mundo suar no Palco Sunset nesta quinta, 3 de outubro e quarto dia de Rock in Rio 2019.

Afinal de contas, não é toda hora que nos deparamos com vários nomes importantes do cenário musical paraense reunidos em uma enorme festa com o objetivo de homenagear a cultura da região.

+++LEIA MAIS: Red Hot Chili Peppers ainda apimentados e a pluralidade musical do Pará: o que esperar do 4º dia de Rock in Rio 2019

Carregados e guiados pela paixão ao carimbó, Dona Onete juntou ao redor de si alguns dos maiores representantes desse estado brasileiro tão rico culturalmente.

Ao lado da cantora lendária, se apresentaram também Fafá de Belém (que apareceu com pinturas indígenas estampadas no rosto), Gaby Amarantos (dona de um figurino colorido e extravagante, assim como a fauna e flora brasileiras) e o cantor Jaloo. Cada um como um representante unânime das respectivas gerações das quais vieram.

+++LEIA MAIS: Rock in Rio 2019: Francisco, El Hombre manda Bolsonaro tomar no c*: "porque é uma delícia"

E, a sonoridade dessa grande farra não podia ter sido melhor: misturas de beats eletrônicos modernos com muita percussão dançante e ainda aqueles tradicionais solinhos de guitarra, tocadas com maestria por Lucas Estrela e Manoel Cordeiro, cada um ícone de seu tempo.

Apesar de todo o alto-astral dessa celebração, o show estava imerso em uma mensagem urgente de apoio à Amazônia e de repúdio à falta de emergência e descaso com a situação atual da floresta.

+++ LEIA MAIS: Foo Fighters, Drake e IZA: os 9 melhores shows do Rock in Rio - até agora

Esse protesto no Rock in Rio, porém, foi feito com uma energia positiva, ao invés da utilização do apelo agressivo. Com a bandeira do Pará esticada no palco, esse coletivo de mentes criativas mostrou que é possível se divertir enquanto fala de assuntos sérios.


A Rolling Stone Brasil está no Rock in Rio 2019 a convite da Natura Musical