Rock in Rio 2019: Pela primeira vez no festival, Anthrax faz show dedicado ao delírio dos fãs de thrash metal

Joey Belladonna, vocalista da banda, esbanjou uma energia e jovialidade surpreendentes

Igor Brunaldi Publicado em 04/10/2019, às 20h19

None
Anthrax no Rock in Rio 2019 (Foto: Wesley Allen/I Hate Flash)

Nesta sexta, 3, o Anthrax tocou, surpreendentemente, pela primeira vez no Rock in Rio. E isso certamente foi um momento histórico para a banda, já que surgiram em 1981 e foram um dos grupos mais populares de thrash metal dessa geração.

Lendas desse subgênero do metal, o grupo não perdeu a oportunidade de fazer cada momento no palco valer a pena. Energéticos e intensos, fizeram a plateia pular e vibrar a cada mudança veloz de acorde e virada brutal de bateria.

+++LEIA MAIS: Iron Maiden, incansável, e Nervosa, a única banda totalmente feminina do Dia do Metal: o que esperar do 5º dia de Rock in Rio

Mas, por mais que o instrumental tenha sido executado com a devida perfeição esperada de veteranos como eles, foi o líder Joey Belladonna o responsável por brilhar de maneira incontestável.

Com 58 anos de idade, o vocalista, vestido com a camiseta da própria banda, mostrou-se incansável e extremamente esforçado em dar o máximo de si.

+++LEIA MAIS: Rock in Rio 2019: Claustrofobia e Torture Squad fazem show com participação de Chuck Billy, do Testament

Com a postura e o linguajar de um jovem raivoso que precisa demonstrar pelas palavras a sua rebeldia, percorreu todo o palco, brincou e provocou os guitarristas durante os solinhos e pediu para o público cantar junto constantemente. "Vocês estão pegando fogo, eu amo vocês!", gritou com paixão.

Apesar de todo esse esforço, é impossível negar que a idade já começou a cobrar uma taxa de vivência. O cansaço físico e vocal foi notável, mas em momento algum isso afetou o quanto Belladonna estava satisfeito de estar ali

+++LEIA MAIS: Rock in Rio 2019: Com homenagem a Andre Matos, Sepultura mostra música nova e celebra heavy metal

Como parte da turnê For All Kings, o Anthrax apresentou uma setlist montada para o delírio dos fãs de thrash metal. O início e o encerramento foram marcados pelo cover de "Cowboys From Hell", do Pantera.

Além dessa, o show contou também com "Cought In a Mosh", "Madhouse", "Now It’s Dark" e "Indians", que teve até a participação inusitada de Chuck Billy, do Testament, que tocou mais cedo com as bandas brasileiras Claustrofobia e Torture Squad.


A Rolling Stone Brasil está no Rock in Rio 2019 a convite da Natura Musical