Rock in Rio 2019: Seal canta Stevie Wonder com Xenia França e traz chuva para o festival

O cantor britânico e a artista brasileira foram as atrações que encerraram as atividades do Palco Sunset neste primeiro sábado de evento

Igor Brunaldi Publicado em 28/09/2019, às 00h29

None
Seal no Rock in Rio 2019 (Foto: Wesley Allen/I Hate Flash)

Quase todo mundo sabe quem é Seal. Mas, nem todo mundo que sabe quem ele é, de fato conhece. O cantor britânico e descendente de nigerianos é responsável por provavelmente dois dos maiores sucessos dos anos 1990, e qualquer um que ouvia rádio nessa época com certeza escutou várias vezes “Kiss From A Rose” e “Crazy”.

E, ele provavelmente sabia que a grande maioria dos presentes no show que fez no Palco Sunset do Rock in Rio, nesta sexta, 27, aguardava ansiosamente essas duas músicas. Por isso, como não é bobo, guardou-as para o final.

+++LEIA MAIS: Rock in Rio 2019: Fã espanta show morno de Bebe Rexha com twerk e rosto da cantora estampado na roupa

Apesar de ter trazido a chuva, que começou com uma garoa leve e se intensificou a cada demonstração sensível e linda da potência vocal do cantor, Seal manteve os “fãs” que queriam ouvir apenas as músicas mais famosas bastante entretidos. E, fez isso com interações carinhosas, como perguntar como está o coração da plateia, incitar coros e descer do palco para cantar na grade, o mais próximo possível de todo mundo.

Com as gotas cada vez mais pesadas caindo do céu carregado, músicas já melancólicas como “Killer” e “Person In The Mirror” (faixa nova que foi tocada algumas vezes ao vivo, mas ainda não lançada oficialmente) ganharam uma dramaticidade mais intensa.

+++LEIA MAIS: Rock in Rio 2019: Mano Brown e as lendas Bootsy Collins e Hyldon de Souza esquentam a noite com uma festa groovy no palco

E como o Palco Sunset tinha como intuito juntar artistas em colaborações épicas, Xenia França foi convidada para participar. No show, a cantora, que tem um disco de estúdio homônimo (e lançado em pela Natura Musical em 2017) cantou com o artista o clássico “Higher Ground”, canção de Stevie Wonder.

Depois de mais ou menos uma hora de apresentação, Sealfinalmente tocou aquelas duas composições que todos queriam ouvir. E com toda certeza, valeu esperar cada segundo.

+++LEIA MAIS: Rock in Rio 2019: Substituição de Cardi B por Ellie Goulding não surte efeito

Após as duas, o cantor emendou “Rebel Rebel”, do David Bowie, e antes de conseguir terminar, desligaram o som do palco, pois aparentemente já tinha dado o horário e Ellie Goulding já havia começado a cantar no Palco Mundo. O público não gostou e, sem demonstrar derrota, Sealincentivou que todos continuassem cantando até o fim.

Um encerramento um tanto quanto triste para um show lindo.


A Rolling Stone Brasil está no Rock in Rio 2019 a convite da Natura Musical