Brasil terá Woodstock em 2010

Michael Lang, um dos organizadores do festival realizado em 1969, já deu aval para realização do evento em solo tupiniquim
  • Imprimir
Woodstock
AP
por Da redação
16 de Out. de 2009 às 10:15

O lendário festival norte-americano Woodstock será oficialmente ressuscitado em 2010 no Brasil. O empresário Eduardo Fischer, dono do Grupo Totalcom, foi o responsável pela negociação com os detentores dos direitos do nome do evento, em encontro realizado em Nova York, no último dia 9.

Confira especial em homenagem aos 40 anos do Woodstock.

Conforme apurou a reportagem do site da Rolling Stone Brasil, Fischer fechou contrato direto com os organizadores da edição original do Woodstock, que aconteceu em agosto de 1969. Michael Lang, um dos responsáveis pelo evento, já deu o aval para realização do festival em solo tupiniquim.

A notícia começou a circular em veículos de comunicação brasileiros após a publicação da confirmação pela revista Veja desta semana. Nela, é informado que a previsão é de que o evento aconteça em São Paulo, no final do ano que vem, sob o tema de sustentabilidade na música.

No início do mês, o empresário já havia antecipado seus planos em trazer o evento para o país, por meio de posts publicados em seu perfil no Twitter. "Moçada, tô indo pra NY p/ reunião com representantes do Woodstock. Para quem tá afim, acende uma vela!", escreveu Fischer antes de viajar para os Estados Unidos e selar o acordo.

A assessoria de imprensa revelou que Fischer contará com o apoio de um representante da Woodstock Ventures no Brasil para a concretização do projeto, ainda sem detalhes sobre atrações. Se realmente vingar, o festival brasileiro celebrará os o aniversário de 40 do Woodstock original.

Não será o primeiro evento a relembrar a maratona, marco da contracultura e do movimento hippie: o último "revival", realizado em 1999, nos Estados Unidos, foi marcado por violência, preços abusivos e incêndios provocados pelo próprio público.