Harry Styles e 40 anos da explosão do punk: conheça as duas capas da edição 129 da Rolling Stone Brasil

A RS 129, que ainda traz uma entrevista exclusiva com Sergio Moro, portfólio de Julian Lennon e tributo a Belchior, chegará às bancas a partir desta sexta, 19
  • Imprimir
por Redação
18 de Maio de 2017 às 18:55

Um rapaz de 23 anos que é um dos maiores ídolos da música pop atual; uma vertente do rock que chocou a moral e os bons costumes no fim da década de 1970. A edição 129 da Rolling Stone Brasil apresenta na capa essas duas temáticas, mais uma vez exemplificando quão amplo é o espectro da cultura pop.

O jovem em questão é Harry Styles, que despontou para a música na boy band One Direction, lançada no programa de TV britânico The X Factor. A entrevista – conduzida pelo jornalista e cineasta Cameron Crowe, diretor e roteirista de Quase Famosos – mostra os bastidores do ano em que Styles passou afastado da mídia trabalhando em seu primeiro álbum solo, já muito elogiado pela crítica pela mistura de rock e folk com toques setentistas. “Não quero ouvir os meus artistas preferidos falarem sobre as coisas maravilhosas que eles fazem. Quero ouvir: ‘Como você se sentiu quando estava sozinho naquele quarto de hotel, sendo que foi escolha sua ficar sozinho?’”, diz Styles, que também comenta o fato de sua base de fãs ser composta majoritariamente por garotas adolescentes. “Quem pode dizer que meninas que gostam de música pop têm gosto pior do que um sujeito hipster de 30 anos? Fãs adolescentes... elas não mentem. Não se fingem de ‘cool demais’ para isso.” Leia uma parte da entrevista aqui.

Na segunda capa está um especial sobre os 40 anos da explosão do punk, tendo como ponto de partida a catarse provocada pelo lançamento de “God Save the Queen”, dos Sex Pistols, em maio de 1977. Além de uma análise do contexto histórico, há ainda um depoimento do fotógrafo Rui Mendes, um dos grandes nomes da fotografia no Brasil (“Foi um cenário de guerra. Meu carro virou ambulância – eu pegava as pessoas feridas e levava para o hospital da USP para fazerem os curativos”, lembra ele sobre um festival) e reportagem sobre o começo e o auge do punk em território nacional (“A gente ia para o som e não sabia se ia voltar vivo”, relembra Tina Punk, figura conhecida na cena). Para acompanhar, uma seleção de singles emblemáticos dessas quatro décadas de movimento. Leia um pedaço da matéria aqui.

A RS 129, que ainda traz uma entrevista exclusiva com Sergio Moro, portfólio de Julian Lennon e tributo a Belchior, chegará às bancas a partir desta sexta, 19.

Recomendadas