Kesha vs. Dr. Luke: em e-mails, produtor reclamava da forma física da cantora

Mensagens de 2012 foram reveladas pelos advogados de Kesha; representantes de Dr. Luke afirmam que ela agiu de má-fé ao liberar trechos "fora de contexto"
  • Imprimir
Kesha
Mary Altaffer/AP
por Rolling Stone EUA
16 de Fev. de 2017 às 12:12

Aumentando o imbróglio judicial com o produtor Dr. Luke, Kesha liberou nesta quarta, 15, uma série de e-mails trocados entre Luke (cujo nome é Lukasz Gottwald) e a empresária dela, Monica Cornia. As mensagens incluem frases do produtor sobre a forma física de Kesha, o que pode corroborar na Justiça com a afirmação de que Luke tinha um comportamento abusivo.

O site Page Six liberou trechos dos e-mails, incluindo um de Luke para Monica no dia 28 de junho de 2012, no qual o produtor debate “como [Kesha] pode ser mais disciplinada com sua dieta”.

“Houve muitas vezes em que todos nós presenciamos ela quebrando seu plano de dieta”, ele teria escrito. “Dessa vez em particular, foi refrigerante diet e peito de peru enquanto ela estava fazendo uma dieta só de sucos.” Em outra mensagem, Luke teria afirmado: “Muitos compositores e produtores estão relutantes em dar canções a Kesha por causa do peso dela”.

LEIA TAMBÉM
Kesha e Dr. Luke: tudo que você precisa saber para entender o caso.

Outra troca de e-mails falava sobre uma discussão a respeito da alteração da letra do single “Crazy Kids”, lançado em 2012. Depois que a cantora insistiu para que fosse usado um verso diferente, Luke teria respondido: “Não dou a mínima para o que você quer. Se você fosse inteligente, cantaria [do jeito que está]”.

Em uma declaração enviada à Rolling Stone, a advogada de Dr. Luke, Christine Lepera, escreveu: “Kesha e seus advogados continuam a induzir a erros de entendimento ao se recusarem a revelar as conversas de maneira integral, o que mostra a má-fé de Kesha Sebert e seus representantes, algo que é prejudicial a eles próprios. Também mostra o enorme suporte que Dr. Luke deu a Kesha em relação a questões pessoais e artísticas, incluindo a preocupação dela própria em relação ao seu peso”.

“Em vez de concordar com uma divulgação completa do material, Kesha e seus advogados divulgaram, sem autorização judicial, três e-mails fora de contexto, que não representam o quadro completo dos eventos ao qual se referem”, prossegue Christine Lepera. “Por exemplo, esses e-mails não mostram que a letra de ‘Crazy Kids’ foi, na verdade, reescrita a pedido de Kesha. Qualquer afirmação da cantora no sentido contrário é uma enganação ao público – assim como as outras injustas declarações dela em relação a Dr. Luke. O produtor está ansioso para seguir com o processo na Justiça.”

Representantes de Kesha se recusaram a comentar.

Ao revelar esses e-mails, a cantora tem a esperança de que um juiz considere voltar atrás da decisão, tomada em tribunal no ano passado, de que ela não poderia finalizar seu contrato com Dr. Luke. A cantora e o produtor devem realizar uma conferência telefônica com um juiz ainda esta semana.

Em documentos registrados recentemente, os advogados de Kesha dizem que a artista quer “se libertar de seu abusador e reconstruir sua saúde física, emocional e mental”.