Lollapalooza 2014: vocalista do Phoenix mergulha no público ao final de show catártico

Banda francesa voltou ao Brasil e mostrou a força do repertório do mais recente disco, Bankrupt!, de 2013
  • Imprimir
por Pedro Antunes
5 de Abril de 2014 às 21:27

Quando as primeiras notas com inspiração oriental de “Entertainment” soaram na frente do palco Skol, o principal da terceira edição do festival Lollapalooza, desta vez realizado no Autódromo de Interlagos, o público vibrou como nunca havia vibrado ali. Com a faixa do disco Bankrupt!, a banda francesa Phoenix tomou o local de assalto e produziu uma apresentação quente e vibrante.

O grupo não deixou o ânimo cair com uma sequência arrebatadora de “Lasso” e “Lisztomania”, ambas do Wolfgang Amadeus Phoenix (2009), álbum com o qual eles ganharam o Grammy de Melhor Disco Alternativo.

Do trabalho, ainda vieram canções que parecem ganhar forma e tornam-se hinos de arena ao vivo, como “Rome”, “Girlfriend” e “Armistice”, todas devidamente cantadas pelo público. Thomas Mars, como bom anfitrião, soube jogar com a plateia e colocá-la para cantar nos momentos adequados.

O álbum mais recente, lançado em 2013, também parece ter sido feito para se encaixar no setlist da banda em uma arena como a que foi montada no Lollapalooza. Vieram ainda “S.O.S. in Bel Air”, “Trying to Be Cool” e “Drakkar Noir” (juntas), além de “Bankrupt!” (com “Love Like a Sunset”).

Já na última faixa da apresentação, Thomas Mars desceu do palco e caminhou pelo corredor formado no meio do público. Pouco depois, veio o mergulho. O vocalista da banda se arremessou sobre as pessoas e deu algumas braçadas típicas da natação. Depois, foi rolando sobre a palma das mãos dos fãs até próximo do palco. A banda voltou a executar “Entertainment”, em versão instrumental, para terminar a performance da mesma forma como começou: catártica.

Recomendadas