Rose McGowan, um dos principais nomes do #MeToo, se volta contra o movimento

Em entrevista, a atriz disse ainda que não irá mais atuar

Redação Publicado em 08/10/2018, às 11h24

None
Divulgação

A atriz Rose McGowan, em entrevista ao Sunday Times, se voltou contra o movimento #MeToo. Ela tem sido um dos nomes mais associados à ação, desde que acusou o produtor Harvey Weinstein de estupro no ano passado.

“Eu acho que eles [os membros do movimento] são uns cretinos”, desabafou. “Eles não são campeões, são perdedores. Eu não gosto deles. Como você explica o fato de que ganhei um prêmio de ‘homem do ano’, da [revista] GQ, mas nenhum grupo de mulheres ou revista de mulheres me apoiou?”

A atriz, conhecida pela série "Charmed" e filmes como "Planeta Terror", ainda disse achar muito difícil que pessoas próximas a Weinstein, como Meryl Streep e Hillary Clinton, não soubessem de seu comportamento abusivo. “Os apoiadores de Donald Trump estão certos em uma coisa: eles desprezam Hollywood por ser um bando de liberais falsos. Eles são mesmo”, continuou. “Eles todos vivem uma vida vazia de significado, e sabem disso. Essa é a punição deles, são infelizes.”

Rose, ao final da entrevista, confessou não querer mais atuar.