Casais que transformaram o relacionamento em banda

Redação Publicado em 02/12/2012, às 18h49 - Atualizado às 19h00

E quando o romance encontra a música? Relembre alguns casais que se uniram não só em uma banda, mas também em um relacionamento.
Reprodução/Facebook oficial

Fleetwood Mac

Em 1974, após muitas mudanças, o Fleetwood Mac ficou composto por dois casais: Lindsay Buckinham com Stevie Nicks e Christine com John McVie. Tudo parecia caminhar em direção a uma nova fase de sucesso da banda, mas em 1977, quando Rumours foi gravado, John e Christine McVie estavam se separando, e o relacionamento de Stevie Nicks e Lindsey Buckingham também estava terminando. E por pouco o disco mais famoso da banda não saiu... Fim do amor, fim da banda.


ABBA


O grupo sueco ABBA era composto por dois casais, Agnetha Fältskog com Björn Ulvaeus e Benny Andersson com Anni-Frid Lyngstad. Entre o fim dos anos 60 e o começo dos anos 80, todos se casaram e se separaram. Eles continuaram trabalhando juntos até meados dos anos 80, mas os tempos de “Dancing Queen” eventualmente chegaram ao fim.


Sonny & Cher

O casal formado por Sonny Bono e Cher marcou a década de 60 com hits românticos como “I Got You Babe”, que chegou ao topo das paradas. A separação levou ao fim da dupla de forma amistosa, já que os dois faziam participações especiais nos seus respectivos shows solo. A música “Believe”, de Cher, é dedicada a Sonny, morto em 1998.


Win Butler e Régine Chassagne - Arcade Fire

A banda indie rock é liderada pelo duo Win Butler e Régine Chassagne, casados em 2003, o mesmo ano em que a banda foi formada. Por ora, os dois continuam compondo ótimos trabalhos em sua banda e estão firmes e fortes no relacionamento.


Georgia Hubley e Ira Kaplan - Yo La Tengo

Os integrantes Georgia Hubley (bateria) e Ira Kaplan (guitarra) já estavam casados em 1984 quando formaram a banda. Depois de 20 anos de carreira, eles continuam fazendo sucesso na profissão e na relação.


Jack White e Meg White - The White Stripes

O erro comum era achar que Jack e Meg são irmãos. Para muitos foi um choque saber que se tratava de um casal divorciado: eles se conheceram, começaram a fazer música e se casaram. O amor morreu, mas a música continuou por muito mais tempo, até que anunciaram seu fim, em 2011, completando 13 anos de carreira.


Thurston Moore e Kim Gordon - Sonic Youth

Thurston Moore e Kim Gordon eram vistos como um dos casais mais legais do mundo da música, não só pelos seus fãs, mas pelo público em geral. O encanto se perdeu quando anunciaram a separação em 2011, após 27 anos de casados. Mesmo com a notícia, finalizaram juntos a última turnê da banda.


Tina Weymouth & Chris Frantz - Talking Heads

Tina Weymouth & Chris Frantz estão casados desde 1977 e têm dois filhos, Robin e Egan. Tina e Chris já namoravam antes da banda ser fundada, e então Chris (após incentivá-la a aprender a tocar baixo ouvindo discos da Suzi Quatro) a convidou para fazer parte do Talking Heads e, consequentemente, do Tom Tom Club.


Alexander Ebert e Jade Castrinos - Edward Sharpe & The Magnetic Zeros

Os fundadores Alexander Ebert e Jade Castrinos seguem a mesma linha do White Stripes: a banda foi formada depois de os integrantes virarem um casal. Escreveram músicas de amor e sua relação era o sucesso da banda. O casal rompeu, mas continuam cantando “Home” de uma forma muito verdadeira.


Fernanda Takai e John Ulhoa - Pato Fu

Casados desde 1995, mas "dando beijo na boca desde 1993", segundo Fernanda Takai em entrevista à Rolling Stone Brasil, o casal do Pato Fu continua junto, tem uma filha, Nina, e continua firme e forte, na banda, no casamento e nos projetos musicais solo.