De Brasileiro Honorário a Parceiro Musical

Liderado por um especialista assumido em MPB, o Cake retorna ao país

Pedro Antunes Publicado em 14/02/2013, às 13h18 - Atualizado em 02/04/2013, às 18h17

FUTURO McCrea (à dir.) e o Cake querem terminar faixas com Tom Zé
Divulgação

Em um papo com John McCrea, líder do Cake, é difícil discernir entrevistador e entrevistado. Fã confesso de música brasileira, ele é ávido por novidades sobre Tom Zé, Marcelo Camelo e detalhes da história de amor e rompimento entre Rita Lee e Arnaldo Baptista, durante o auge d’Os Mutantes. “Vocês, brasileiros, não precisam de música estrangeira, estão muito bem servidos aí”, diz ele, que estará com a banda no festival Lollapalooza 2013, realizado nos dias 29, 30 e 31 de março, em São Paulo. O Cake chega embalado pelo disco Showroom of Compassion (2011), líder de vendas nos Estados Unidos na semana de lançamento. “Achávamos que as pessoas tinham nos esquecido”, conta McCrea. “Não somos esse tipo de grupo que lidera as paradas.” O próximo disco, sem previsão de lançamento, pode ter DNA brasileiro. “Vou me encontrar com o Tom Zé para terminarmos algumas músicas que começamos há alguns anos.”