Dez performances provocadoras de Miley Cyrus em premiações

Redação Publicado em 27/08/2015, às 16h47 - Atualizado às 16h52

Miley Cyrus
Maja Suslin/AP

Video Music Awards, 2013

No momento em que colocou o pé no palco com a língua de fora e seguida por um exército de dançarinos vestidos de ursinhos, Miley ressuscitou o Video Music Awards depois de algumas edições sem carisma. Ela também solidificou a carreira como estrela pop esquisitona. Depois da performance de "We Can't Stop", a apresentação virou uma intoxicante bagunça enquanto ela recebia Robin Thicke, 2 Chainz e Kendrick Lamar para se juntar a ela em "Blurred Lines" e "Give It 2 U". Ela tirou a roupa e mostrou um biquíni de látex e rebolou em volta de Thicke. Apesar de ter sido escolhida para apresentar o VMA deste ano, rumores sugeriram que Miley foi banida de cantar na MTV após esse episódio.


Teen Choice Awards, 2009

Bem antes do VMA de 2013, a cantora causou alvoroço no Teen Choice, ainda com 16 anos. Miley presenteou os fãs com a performance até então inédita de "Party in the U.S.A". Ela se apresentou de shorts curtos e incluiu o pole dance em seus movimentos. O resultado foi indignação, com espectadores conservadores alegando que aquela dança era muito arriscada para a televisão.


MTV Europe Music Awards, 2013

Da performance no VMA de 2013 em diante, Miley ganhou a fama de maior provocadora do mundo pop. Ela manteve as coisas simples e diretas – e bastante francas, pode-se dizer – quando apareceu no MTV EMA, em Amsterdã, tirando um baseado da bolsa, acendendo e dando uma tragada enquanto recebia um prêmio.


MuchMusic Video Awards, 2010

Com 18 anos, Miley estava definitivamente pronta para se desligar da sua imagem de boa moça e pular com tudo diante dos holofotes. Depois de quatro temporadas de Hannah Montana e com o ator Liam Hemsworth em seus braços, ela era uma escolha óbvia para a edição de 2010 do prêmio canadense MuchMusic Awards. A artista recebeu o troféu de Melhor Vídeo Internacional do Ano por "Party in the U.S.A", que ela cantou junto com a canção-título do seu terceiro álbum, “Can't Be Tamed”. A estrela parecia eufórica e estava vestida para causar impressão, primeiro como motoqueira sexy e depois como uma versão sensual de múmia.


Video Music Awards, 2014

Um ano depois de ter rebolado bastante no VMA, Miley voltou mais amena. Ela ficou na plateia ao lado de Katy Perry e Sam Smith e não chamou muita atenção até ganhar o Vídeo do Ano com "Wrecking Ball". Ainda assim, permaneceu perto do seu lugar e deixou um homem de 22 anos chamado Jesse Helt receber a estatueta no nome dela e de 1,6 milhão de jovens sem teto vivendo nos Estados Unidos. A câmera se voltou para a cantora enquanto ela chorava durante o discurso de Helt sobre sua experiência como morador de rua. Por mais profunda que tenha sido, a aparição do jovem lhe causou problemas com a lei, trazendo à tona o fato de que ele tinha violado a liberdade condicional por invasão de um apartamento, em 2010. Ele acabou sendo condenado a seis meses de prisão. Miley continuou dando apoio aos sem teto e a garotos em situação de risco lançando a Happy Hippie Foundation.


American Music Awards, 2013

Com aparições no Saturday Night Live e no Late Night with Jimmy Fallon, Miley estava bombando em 2013. A estrela adotou uma estética felina para a performance de "Wrecking Ball" no American Music Awards. Ela foi para o palco sem coreografia e diante de imagens projetadas de um gato gigante cantando a letra da canção. Em determinado momento, o animal derruba algumas lágrimas enquanto viaja pelo espaço. Naturalmente, Miley estava usando um collant com imagens de gatinhos.



Taylor Swift & Miley Cyrus - Fithteen (Live)por Henrietta-Aime-Fumer_TvGrammy Awards, 2009

Taylor Swift e Miley Cyrus se chamavam de “melhores amigas”. O par dividiu o palco do Grammy em 2009 para apresentar o prêmio de Melhor Colaboração Pop com Vocais para Robert Plant e Alison Krauss. Elas cantaram "Fifteen", sucesso acústico de Taylor, que tocava violão enquanto Miley mostrava sua emotiva voz.


American Music Awards, 2008

Em 2008, Miley já tinha se tornado uma grande estrela. Como as estrelas adolescentes fazem, ela comemorou o aniversário de 16 anos cantando no American Music Awards e fazendo graça da sua diversão durante o processo. Depois do seu pai, Billy Ray, tê-la introduzido listando seus feitos na carreira, a diva da Disney ameaçou escapar fugindo dos paparazzi enquanto enganava o público e iniciava o show. Mais tarde, Miley foi presenteada com um bolo de aniversário no camarim e apagou as velinhas com Taylor Swift, Jordin Sparks, Julianne Hough e Ashley Tisdale.


Teen Choice Awards, 2008

Conhecida por sua vida dupla em Hannah Montana, Miley Cyrus foi catapultada de sensação adolescente para fenômeno pop praticamente do dia para a noite. A turnê The Best of Both Worlds rendeu um show no Teen Choice Awards de 2008. Os melhores momentos foram um “gelo” em Zac Efron e BFF Mandy Jiroux sendo apresentada. Mas a cena mais provocativa da noite foi Miley mandando ver com o single "7 Things" ao lado da amiga Selena Gomez. Rumores cogitavam que a música era sobre o ex-namorado de Miley, Nick Jonas, que em seguida teria começado a sair secretamente com Gomez. O drama adolescente era só um sinal dos muitos escândalos que viriam pela frente.