80 anos de Elvis Presley: as dez melhores covers de blues na voz do Rei

Redação Publicado em 08/01/2015, às 13h08 - Atualizado às 16h27

Galeria - Elvis blues - abre
AP

“Got My Mojo Working” (Muddy Waters)



Popularizada por Muddy Waters em 1957, “Got My Mojo Working” já ganhou uma grande quantidade de covers, dos mais diversos tipos. Em 1970, Elvis Presley deu a voz dele à faixa, que perde em agressividade, mas ganha em harmonia e irreverência em relação à versão de Waters.


“Reconsider Baby” (Lowell Fulson)



Elvis gravou a versão para encerrar o disco Elvis Is Back!, de 1960. Com o Rei, “Reconsider Baby” passou a ter longas inserções solos de saxofone e pianos. Elvis tocou guitarra solo (que ganha destaque próximo ao fim da canção) e violão na versão, que é mais cadenciada em relação à original, lançada por Lowell Fulson em 1954.


“My Babe” (Little Walter)



A icônica gaita e os arranjos graves da faixa de Little Walter (de 1955) dão lugar ao suingue de Elvis Presley, que leva a música ao piano. “My Babe” foi gravada ao vivo para álbum From Memphis to Vegas/From Vegas to Memphis, de 1969.


“Big Boss Man” (Jimmy Reed)



Lançada em 1961 por Jimmy Reed, a faixa foi regravada por Elvis Presley em 1967, como single. “Big Boss Man” ficou mais acelerada na cover do Rei, e passou a integrar com frequência o repertório dele ao longo dos anos 1970.


“Baby What You Want Me To Do” (Jimmy Reed)



O blues sóbrio de Jimmy Reed foi influência escancarada para o Rei. “Baby What You Want Me To Do”, outra faixa dele, entrou para o cancioneiro de Elvis em 1968, quase dez anos depois do lançamento original.


“Down in the Alley” (The Clovers)



Grande fã de R&B urbano, Elvis gostava jump blues de Chuck Willis, The Clovers e LaVern Baker. Do Clovers, ele escolheu “Down In the Alley” para dar voz, em uma versão mais próxima do rock and roll do que do blues.


“Steamroller Blues” (James Taylor)



James Taylor não foi um dos pioneiros no gênero, e nem influência seminal para Elvis. “Steamroller Blues”, foi lançada em 1970, quando Elvis já era reconhecido. Na cover, o Rei expande a voz e guitarra da maior parte da canção de Taylor com arranjos mais grandiosos e vocais profundos.


“I Feel So Bad” (Chuck Willis)



Além do The Clovers, Elvis regravou uma faixa do jump blues de Chuck Willis. A versão de “I Feel So Bad” do Rei é extremamente fiel à original, com praticamente os mesmos arranjos e solo, e até mesmo o jeito de cantar. Elvis lançou a canção como single em 1961.


“Stranger In My Own Home Town” (Percy Mayfield)



Com a clássica batida de blues, “Stranger In My Own Home Town”, de Percy Mayfield, vira uma faixa de rock and roll com guitarras mais soltas e uma batida reta e acelerada da versão de Elvis. O registro do Rei data de 1969.


“When It Rains It Really Pours” (Billy “The Kid” Emerson)



Registrada algumas vezes entre 1955 e 1957, a versão de Elvis para a canção de Billy “The Kid” Emerson só foi ser lançada em Elvis for Everyone!, disco de 1965. A original foi lançada por Billy “The Kid” Emerson em 1954.