Mario Testino inaugura exposição em São Paulo e é celebrado por personalidades da moda

“Ele é um grande artesão”, diz Costanza Pascolato sobre fotógrafo peruano

Luísa Jubilut Publicado em 29/08/2014, às 16h41 - Atualizado às 18h00

Mario Testino - In Your Face

Ver Galeria
(6 imagens)

Nesta quinta-feira, 28, o Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Alvares Penteado (MAB-FAAP) celebrou a abertura da exposição In Your Face do fotógrafo peruano Mario Testino. As 122 imagens, selecionadas cuidadosamente por ele, estavam dispostas em três grandes cômodos pouco iluminados. Pela escuridão, Testino caminhava com uma pequena câmera na mão como se fosse mais um espectador, admirando a transgressão e audácia do próprio trabalho. A mostra estará aberta ao público a partir desta sexta, 29, e vai até o dia 12 de outubro. A entrada é gratuita.

Relembre músicos que lançaram coleções próprias.

Um dos grandes ícones da moda no Brasil, Costanza Pascolato, que estava no evento, falou sobre a importância do trabalho Testino em entrevista ao site da revista Rolling Stone Brasil. “Ele é um artesão”, afirmou. “Ele gosta muito do que faz. Eu o conheço há muito tempo e o Mario fez trabalhos com uma pessoa que eu admiro muito, que é a editora de moda da Vogue britânica Lucinda Chambers... Ele gosta muito de gente e tem uma grande facilidade no relacionamento. Não é só aquele gênio que fica atrás das lentes e tira tudo de você. Ele tem um calor humano que é um troço que funciona.”

Doze escândalos do mundo da moda

Para a jornalista de moda Lilian Pacce, a incessante busca do fotógrafo pela perfeição desperta nos objetos de estudo dele uma beleza irremediável. “Mesmo quando ele quer transgredir na beleza, ele deixa a pessoa bela”, comenta. “Ele faz as mulheres terem uma relação com o corpo e com a nudez, que é muito nobre. Ao contrário do Terry Richardson, que é uma coisa mais 'porn-chique', tem uma característica grega.”

Modelos que conseguiram se estabelecer em outras áreas do entretenimento

“Eu adoro a visão que o Mario tem de como a vida pode ser colorida e sexy”, opinou Reynaldo Gianecchini, que se prepara para retornar aos palcos de teatro. “O lugar para o qual ele aponta é um lugar que dá vontade de você visitar e absorver cada detalhe de tudo que ele está mostrando na fotografia. Tem sempre uma atitude sensual, de felicidade e de gente que curte a vida. Ele brinca muito com essa ilusão. Porque é uma ilusão que a vida é tão colorida assim, mas a gente gosta de acreditar que a gente pode ter esse momento também.”

“O trabalho do Mario Testino, além de nos possibilitar ter um recorte da moda contemporânea, nos permite entender o tempo em que a gente vive”, explica Dudu Bertholini. O estilista ainda disse que admira o caráter antropológico da obra do peruano. “Ele também fotografa pessoas muito diversas. Então tem toda uma característica humana na exposição que me interessa demais. Tem uma mistura de fotos que são produzidas com poses espontâneas em eventos sociais... Mesmo sendo estilista, imagem de moda é o que mais me interessa. Fotografia, entre todas as imagens, é um dos meios que eu mais acredito.”

Do outro lado da lente

Além de admiradores, o evento contou com a presença de modelos que já estiveram na mira das lentes de Testino. Entre eles, a modelo Mariana Weickert, que conheceu o fotógrafo aos 18 anos. “Ele foi um dos catalisadores, de certa forma, do começo da minha carreira”, diz ela, em um tom nostálgico. “Ele acreditou em mim desde sempre. Eu já trabalhei muito com ele. Então além de criar imagens incríveis e ter uma noção de direcionamento de modelo, de técnica e de luz, eu o acho uma pessoa muito doce e de bom coração.”

Suki Waterhouse, modelo fotografada pelo peruano para a última campanha da marca Burberry, também estava presente. O assunto com Suki, contudo, foi outro. Ela, que está confirmada na cinessérie hit Divergente, falou sobre o papel na saga estrelada por Shailene Woodley. “Eu quase terminei minha parte – só falta mais um dia. Depois desta viagem, vou voltar para o set e gravar mais um dia.” Suki dará vida à Marlene, peça fundamental do enredo de Insurgente. “Quando eu era pequena eu atuava bastante, mas dei uma pausa quando comecei a trabalhar como modelo. Agora, estou voltando para a atuação.”