Cauã Reymond conta quais músicas inspiraram seus personagens mais marcantes

Redação Publicado em 13/04/2014, às 13h13

Galeria - Cauã Reymond -  Abre
Divulgação

André, de O Caçador

"Lembrei que eu ouvia muito Rage Against the Machine em uma época e voltei a ouvir", diz Cauã, que também sempre procura uma música para dar contraponto, já que "nenhum personagem é uma só energia". O disco Discreet Music, de Brian Eno, também ajudou a compor o lado mais calmo de André.


Playboy, de Alemão

"Nós fecha nessa porra, no claro e no escuro. Nós rouba, nós trafica, nós não gosta de andar duro", recita Cauã. Tupac Shakur também ajudou na hora de dar o tom a Playboy.


Leandro, de Amores Roubados

Além de "I Am A God", Cauã também ouviu "Hold My Liquor” e “Blood On The Leaves”, de Yeezus, disco mais recente de Kanye West.


Jorginho, de Avenida Brasil

"No começo, eu queria me inteirar naquele universo de samba, aquela coisa mais boa praça", explica o ator, que escutou bastante Arlindo Cruz. "Foi a minha forma de me aproximar disso, por mais que o personagem nem tenha sido um cara carismático."