Nicki Minaj é processada em US$ 30 milhões por venda de perucas

Rapper é alvo de uma ação judicial promovida por Terrence Davidson, antigo parceiro dela na criação dos acessórios

Rolling Stone EUA Publicado em 22/02/2014, às 14h11 - Atualizado em 19/03/2014, às 13h12

Nicki Minaj
AP

De acordo com a Time, Nicki Minaj está lidando com um processo de US$ 30 milhões movido por Terrence Davidson, seu antigo “guru de perucas”, que afirma que a rapper roubou, licenciou e vendeu produtos dele sem dividir os lucros. A ação chegou à justiça nesta sexta-feira, 21, em Atlanta.

Perfil: Kanye West diz que ela poderia ser a melhor MC de todos os tempos. Então por que Nicki Minaj está sempre de mau humor?

O processo afirma que os dois começaram a trabalhar juntos em 2010, quando os assessórios bastante particulares de Davidson ajudaram a criar a imagem de Minaj. Mas ele diz que, gradualmente, foi sendo afastado dos negócios, até o momento em que a rapper começou a vender as próprias perucas no site dela, MyPinkFriday.com. Davidson ainda afirma que o empresário de Minaj o persuadiu a não assinar um contrato milionário para um reality show, porque iria atrapalhar o relacionamento deles.

“Os advogados dela podem complicar as coisas, mas nós não precisamos entrar na lei de propriedade intelectual”, disse Christopher Chestnut, advogado de Davidson. “Isto é moralidade americana básica. Nicki Minaj mentiu para este homem e o traiu. É uma situação clássica de Davi contra Golias.”

Veja as primeiras fotos da coleção de Nicki Minaj para o Kmart

Tem sido um mês bastante esquisito para Minaj; na semana passada, ela foi criticada pela família de Malcolm X por usar a imagem do ex-líder na luta por direitos civis na capa do novo single dela, “Lookin Ass Nigga”. Ela se desculpou, afirmando que a imagem não era a “arte oficial”. “Peço desculpas ao espólio de Malcolm X se a imagem foi mal interpretada”, escreveu ela no Instagram. “Não tenho nada a não ser respeito e adoração por você.”

Marc Jacobs lança camiseta comemorativa da capa da Playboy norte-americana estampada pela amiga Kate Moss.