One hit wonders ou não?

Redação Publicado em 13/12/2012, às 17h24 - Atualizado às 17h29

Possíveis "one hit wonders" do futuro: eles escreveram seus nomes na galeria de astros pop nos últimos anos, mas será que continuarão a fazer sucesso em 2013? Em quem você arrisca?
Reprodução / Site Oficial

Psy – “Gangnam Style”

O hit do artista sul-coreano (com muito potencial para se tornar a música do ano) é o primeiro mundial da carreira dele (que começou em 2000). Atualmente, o videoclipe de “Gangnam Style” é o mais visto na história do YoutTube, tendo atingido 901 milhões de visualizações. Será que ele conseguirá repetir o feito?


Carly Rae Jepsen – “Call me Maybe”

Carly Rae Jepsen é apadrinhada por Justin Bieber e já lançou “This Kiss”, segundo single do seu álbum de estreia, Kiss, mas a já bastante conhecida letra do mega hit “Call me Maybe” continua imbatível entre o público.


Gotye – "Somebody That I Used to Know"

Quando o cantor belga-australiano lançou seu terceiro álbum, Making Mirrors, o primeiro single foi “Eyes Wide Open”, mas foi com “Somebody That I Used to Know” que Gotye ganhou mais fãs além do público indie e da base que tem na Austrália, e criou sua canção assinatura. Resta saber se ele continuará emplacando canções em outros países que não o seu.


Fun. – "We Are Young"

O título da canção, parceria da banda com Janelle Monaé, com certeza foi um fator que despertou interesse. A faixa é o primeiro single do álbum Some Nights, lançado no início deste ano. Os vocais fortes de Nate Reuss ganharam o público e a canção chegou na primeira posição das paradas norte-americanas.


Yolanda Be Cool – “We Speak No Americano”

A batida famosa e presente em qualquer balada entre 2010 e 2011 tornou-se a marca registrada da dupla australiana. A música mais recente, “Le Bump”, também teve uma boa aceitação do público, mas não causou o mesmo impacto que “We Speak No Americano”.


Willow Smith – “Whip My Hair”

Ao falar sobre a filha de Will Smith, o que vem à cabeça é a música “Whip My Hair”, acompanhada de um figurino excêntrico e cabelos diferentes. De seu primeiro e, até o momento, único album, Knees & Elbows, duas músicas se destacaram: “Whip My Hair” e “21st Century Girl”. A primeira, porém, virou o hino da cantora mirim.


Owl City – “Fireflies”

O projeto musical de Adam Young foi iniciado em 2007, mas só em 2009, após dois álbuns independentes, ele chegou ao topo das paradas com “Fireflies”, que integra o disco Ocean Eyes. Depois do hit, o Owl City voltou a ter visibilidade e até gravou uma música com Carly Rae Jepsen, com sucesso muito aquém de “Fireflies”.


Edward Maya & Vika Jigulina – “Stereo Love”

Esta música e “This Is My Life” são as mais conhecidas do DJ e produtor romeno. Porém, “Stereo Love”, além de ser um dos hits oficiais do verão de 2011, foi o single líder do álbum de estreia e a música com a qual os amantes de house conseguem distinguir o músico.


Kid Cudi – “Day N’ Nite”

O rapper, que iniciou sua carreira em 2007, fez muito sucesso quando lançou o single “Day N’ Nite”, tendo alcançado o Top Ten na lista semanal da parada norte-americana. A faixa integra o primeiro álbum de Kid Cudi, Man On The Moon: The End Of Day. Ele ultimamente está presente em muitas colaborações musicais com gente como Kanye West, Travis Barker e Dia Frampton. O segundo disco, Man on the Moon II: The Legend of Mr. Rager, saiu em 2010, mas não produziu nenhum hit como esse. O próximo trabalho sai em 2013.


Alexandra Stan – “Mr. Saxobeat”

A faixa foi um sucesso nas festas de 2010, e conquistou o público com sua batida dance acompanhada de saxofone. O single foi o maior sucesso da cantora romena e foi o primeiro a classificar-se em paradas fora do país de origem dela. “Mr. Saxobeat” integra o primeiro e único álbum da cantora, Saxobeats.