Scott Walker 70 anos: conheça a carreira do cantor, ídolo de David Bowie

Redação Publicado em 09/01/2013, às 13h27 - Atualizado às 13h33

Scott Walker
Divulgação

“Pretty Girls Everywhere”

O primeiro single dos Walker Brothers foi lançado em 1964 antes de os músicos se mudarem para a Inglaterra. O baterista Gary Leeds ainda não tinha se juntado a Scott e John. A faixa, um clássico do R&B, tinha sido um hit com Eugene Church and The Fellows.


"Make It Easy On Yourself"

Esta canção de Burt Bacharach e Hal David tinha sido gravada antes por Jerry Butler, mas a versão dos Walker Brothers, com Walker no vocal principal, se tornou um hit mundial em 1965.


“The Sun Ain’t Gonna Shine Anymore”

Talvez a gravação mais conhecida dos Walker Brothers, a balada escrita por Bob Crewe e Bob Gaudio tinha sido lançada antes por Frankie Valli. Este mega-hit, que ficou perfeito na voz de Walker, foi lançado em 1966.


“Jackie”

Esta versão de um clássico de Jacques Brel foi lançada como single e também abriu o álbum Scott 2. A música foi um hit em 1967, embora várias rádios não tenham tocada a faixa, alegando que a canção seria muito sugestiva.


“The Old Man's Back Again”

Apesar de simpatizar com a esquerda, Walker lançou esta faixa em 1969 no aclamado álbum Scott 4 criticando a União Soviética, que tinha acabado de invadir a Tchecoslováquia. “Dedicated to the Neo-Stalinist Regime”, o subtítulo da canção, já diz tudo.


“We Could Be Flying”

Os álbuns que Scott Walker lançou na primeira metade dos anos 70 são subestimados, inclusive pelo próprio artista, e nunca foram relançados. Any Day Now, de 1972, é um dos mais interessantes e trouxe esta canção, escrita por Paul Williams.


“Maria Bethania”

Outra curiosidade incluída em Any Day Now: uma versão para a canção que Caetano Veloso fez para homenagear sua irmã. Walker e Caetano eram contratados da Phillips e foi assim que ele conheceu a versão original da canção do compositor baiano.


“Nite Flights”

O álbum Nite Flights, o terceiro e último do retorno dos Walker Brothers, foi lançado em 1978. Em vez de baladas country, que vinham marcando a volta do trio, trazia canções experimentais como a faixa título. A canção foi regravada em 1993 pelo fã David Bowie no álbum Black Tie White Noise.


“The Electrician”

Outra faixa de Nite Flights considerada essencial na evolução musical de Scott Walker. “The Electrician” é mórbida, atmosférica e, segundo o próprio Walker, sua letra descreve uma sessão de tortura acontecida em algum país não identificado da América Latina.


“Farmer in The City”

A faixa de abertura do álbum Tilt (1995) foi inspitada na vida do italiano Pier Paolo Pasolini. Parte da letra foi retirada do poema "Uno dei Tanti Epiloghi", escrito em 1969 por Ninetto Davoli, ator e amigo de Pasolini.