Pulse

Imerso em simbolismos, Scalene divulga clipe de “Legado”

Faixa fará parte de Eter, segundo álbum da banda

Thiago Neves Publicado em 20/04/2015, às 17h18 - Atualizado em 16/06/2015, às 12h05

Scalene
Luringa

por Thiago Neves

Mesmo com a passagem dos anos, Brasília se mantém como um precioso celeiro de bandas de rock no país. O Scalene, fundado em 2009, é mais um prova disso. Vestidos de maneira sóbria e donos de uma sonoridade densa, os quatro jovens integrantes do grupo vivem um período valioso da carreira. Recém desembarcado do SXSW e Lollapalooza Brasil, além de prestes a lançar Éter, segundo álbum banda, Tomás Bertoni, guitarrista, conversou com o Sobe o Som sobre “Legado”, clipe lançado com exclusividade no blog.

Lollapalooza 2015: recém-chegados do SXSW, roqueiros do Scalene se dizem curiosos para ver Pharrell Williams.

Dividido em dois cenários, o vídeo, que tem a direção de Luringa, traz os integrantes em roda, executando a faixa com a energia que ela requer. Paralelamente, imagens de uma criança vestida de rei intriga o espectador. Repleto de simbolismos, Bertoni afirma que, assim como a letra, as metáforas propostas no clipe são de autoria dos próprios integrantes. “Nosso processo criativo é bem fluido, quase que involuntário, e isso faz com que a banda queira se envolver em todo o conteúdo criativo, inclusive os clipes”.

Sem nenhuma afinidade com a literalidade, Éter, nesse aspecto, é repleto de coincidências com Real/Surreal, lançado em 2013. “As faixas dialogam com o título do álbum, à medida que queríamos apresentar uma obra bem concisa”, explica o guitarrista. Entretanto, para o músico, houve uma notável evolução entre os projetos. “A proposta do Éter é a de um álbum mais objetivo, tínhamos a preocupação em amadurecer nosso som, em fortalecer as composições, e acho que conseguimos”.

Veja a capa de Éter

Em um cenário musical cada vez mais computadorizado, o Scalene destoa, fato que não incomoda Tomás Bertoni. “A gente tem segurança que nosso som é muito contemporâneo, pois nossas referencias são contemporâneas, e existe no Brasil um campo muito promissor para bandas que fazem um som como o nosso”, defende o guitarrista. Seguro do álbum que chega às lojas no dia 19 de maio, Bertoni relata o desafio criativo do grupo, “Apesar de não ser simples, nosso som é possível, estamos fazendo algo que acreditamos, sem deixar a qualidade – da música e da letra – de lado, mas ainda sim sendo completamente acessíveis”, finaliza.

Paralelamente ao lançamento do clipe de “Legado”, a banda inicia hoje a pré-venda de Éter. Quem adquirir o álbum antecipadamente via iTunes já recebe as faixas “Legado” e “Histeria”.

Veja com exclusividade o clipe de “Legado”