Garotas Suecas perde um vocalista, mas ganha quatro

Banda apresentará nova formação e lança vinil de Feras Míticas no dia 17 de julho, no Sesc Pompeia

Pedro Antunes Publicado em 26/06/2014, às 13h18 - Atualizado às 13h26

Garotas Suecas
Marcelo Fontana/Divulgação

Por Pedro Antunes

Não se pode dizer que a saída do vocalista principal do Garotas Suecas tenha sido esperada, mas a banda paulistana segue de queixo erguido, caminhando sempre em frente. Planos para o agora quarteto, não faltam, e incluem o lançamento do mais recente disco em vinil, um show com o ídolo deles Hyldon e um compacto até o final deste ano.

Crítica: em segundo disco, banda desacelera as batidas e mostra álbum corajoso e mais intimista.

“Pegou a gente um pouco de surpresa”, admite Tomaz Paoliello, guitarrista e um dos quatro vocalistas da banda, ao Sobe o Som, sobre a despedida de Guilherme Saldanha. “Indiretamente, vínhamos nos preparando para isso pelo fato de termos escolhido ter mais cantores”, diz ele, em referência ao fato do último disco do então quinteto, Feras Míticas, ter sido marcado pela presença dos outros integrantes do grupo nos microfones.

O anúncio da saída de Sal, como ele é chamado pelos antigos colegas de banda, aconteceu em março deste ano. “Ele marcou uma reunião com a banda para falar”, relembra o guitarrista. “Vínhamos fazendo esse trabalho de ter mais cantores no palco. Passamos a reensaiar e fizemos três shows [com a atual formação].”

Agora eles são quatro, Irina Bertolucci (voz e teclados), Fernando Machado (voz e baixo) e Nico Paoliello (voz e bateria), irmão de Tomaz, e todos dividem os vocais. “Estamos retomando algumas músicas que já não tocávamos mais, do primeiro disco ou dos nossos EPs”, conta o guitarrista. “Estamos rearranjando tudo e, agora, uma música que alguém sempre gostou, vai ter a oportunidade de cantar.”

Resgate matador: em disco, Garotas Suecas resgata música inédita do Titãs.

Revisitar o catálogo, contudo, não significa deixar de olhar para frente. O grupo se prepara para relançar Feras Míticas em vinil, através do selo Vampi Soul. “Todos nós somos viciados em vinil. Tipo ‘vinil freaks’”, brinca Tomaz. “Sempre preferimos este formado. Fazemos o disco pensando em lado A e B”.

O lançamento da bolacha será comemorada com uma apresentação no Sesc Pompeia, no dia 17 de julho, às 21h30 (a venda de ingressos online começa no dia 8 do próximo mês e na sede do Sesc acontece no dia seguinte). Hyldon fará uma participação especial, cantando e tocando músicas dele e do Garotas. A escolha também é bem justificada: “Ele foi uma influencia para esse nosso disco, principalmente com aquele [álbum] Na Rua, na Chuva, na Fazenda ”, diz Tomaz. “Ele é nosso ídolo total.” Tudo com o Garotas, felizmente, continua para cima, sem “bucolismos profundos”.

Ouça o disco Feras Místicas. Para baixar o disco gratuitamente, acesse o site da banda aqui :