Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Cinema / Oscar

A curiosa teoria de Sean Penn envolvendo Ucrânia e tapa de Will Smith no Oscar

Além de compartilhar hipótese sobre o tema, ator fez críticas ao colega de profissão e à reação do público em torno da agressão

Sean Penn (Foto: Getty Images)
Sean Penn (Foto: Getty Images)

O tapa que Will Smith deu em Chris Rock no Oscar em 2022 entrou para a história como um dos momentos mais surpreendentes de premiações em todos os tempos. Smith acabou se retratando posteriormente pela agressão, motivada por uma piada feita com sua esposa, Jada Pinkett Smith. Ainda assim, dificilmente o ato será esquecido.

Não à toa, a situação é comentada mais de um ano depois. O também ator Sean Penn abordou o assunto em entrevista à Variety e compartilhou uma teoria curiosa envolvendo a agressão e a ausência do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, na cerimônia.

À época, a invasão da Rússia ao território ucraniano havia acabado de começar. A ideia era que Zelenskyy fizesse uma participação em vídeo durante o evento. No entanto, conforme revelado pela atriz Amy Schumer (via Vogue), a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas — que realiza a premiação — não aprovou a ideia porque queria dar um caráter mais leve àquela edição.

Ao comentar sobre o assunto, Penn relembrou a declaração de Schumer ao apontar que o plano de dar leveza à cerimônia foi por água abaixo. E foi além ao opinar que o tapa sequer teria ocorrido se Zelenskyy tivesse participado. Será?

“O produtor do Oscar deve ter pensado: ‘oh, ele [Zelenskyy] não é alegre o suficiente’. Will Smith! [...] Essa m#rda não teria acontecido com Zelenskyy lá. Will Smith nunca teria deixado aquela cadeira para participar de uma violência estúpida. Isso nunca teria acontecido.”

Sean Penn e Will Smith

Ainda durante a entrevista, Sean Penn contou que não tem uma relação de amizade com Will Smith, embora admire seu trabalho. O ator também questionou a reação do público à agressão contra Chris Rock.

“Não conheço Will Smith. Estive com ele apenas uma vez. Parecia ser alguém muito legal quando o conheci. Ele se saiu tão bem em King Richard: Criando Campeãs [filme que rendeu um prêmio de Melhor Ator para Smith na cerimônia de 2022 do Oscar]. Então por que diabos você [Will] cuspiu em si mesmo e em todos os outros com essa atitude estúpida? Por que eu fui para a p#rra da prisão pelo que você acabou de fazer, enquanto você ficou sentadinho aí? Por que vocês [público] estão de pé e aplaudindo o pior momento dele como pessoa?”

Em 1987, quando tinha 26 anos, Penn foi condenado a 60 dias de prisão após socar e cuspir em um figurante no set do filme As Cores da Violência, informou o Los Angeles Timesna época. Ele cumpriu 33 dias da pena.

O ator teve vários outros casos de acusação em altercações — inclusive em 2010, quando foi condenado a três anos de liberdade condicional e 300 horas de serviço comunitário após atacar um fotógrafo, também segundo o LA Times.

Retratação

Após o incidente no Oscar 2022,Will Smith pediu desculpas publicamente a Chris Rock e à Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. O astro foi banido da cerimônia do Oscar e de outros eventos da Academia por 10 anos.

“A violência em todas as suas formas é venenosa e destrutiva. Meu comportamento no Oscar foi inaceitável e imperdoável. Piadas às minhas custas fazem parte do trabalho, mas uma piada sobre a condição médica de Jada era demais para mim e eu reagi emocionalmente. Gostaria de me desculpar publicamente com você, Chris. Eu passei do limite e estava errado. Estou envergonhado e minhas ações não foram indicativas do homem que quero ser. Não há lugar para violência em um mundo de amor e bondade. Também gostaria de pedir desculpas à Academia, aos produtores do programa, a todos os participantes e a todos que assistem ao redor do mundo. Eu gostaria de me desculpar com a Família Williams e minha Família King Richard. Lamento profundamente que meu comportamento tenha manchado o que tem sido uma jornada linda para todos nós.”