Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Cinema / CCBB

Segunda edição da mostra 'Mulheres Mágicas: Reinvenções da Bruxa no Cinema' estreia em SP

A mostra acontece de 6 de abril a 5 de maio e traz 28 títulos, debates com especialistas e uma oficina gratuita

Redação Publicado em 30/03/2024, às 14h52

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Anya Taylor-Joy em 'A Bruxa' (Foto: Reprodução)
Anya Taylor-Joy em 'A Bruxa' (Foto: Reprodução)

Com o intuito de investigar a maneira que a figura da bruxa foi construída ao longo da história do cinema, o Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo apresenta a 2ª edição da mostra Mulheres Mágicas: reinvenções da bruxa no cinema. A nova edição do evento acontece entre os dias 6 de abril e 5 de maio e conta com 28 filmes, debates com especialistas e uma oficina gratuita. 

Com curadoria de Carla Italiano, Juliana Gusman e Tatiana Mitre, a programação passa por diferentes gêneros, entre ficção, documentário, experimental e performance de países, como Alemanha, França, México, Reino Unido, Rússia, Estados Unidos, Brasil e outros. Os filmes estão agrupados em dois eixos temáticos:  "A bruxa através dos tempos: imagens clássicas" e "Bruxas contemporâneas: corpos indomáveis, saberes ancestrais". O primeiro revisita o imaginário clássico das bruxas, enquanto o segundo apresenta reinvenções contemporâneas, com destaque para obras de cineastas mulheres e perspectivas feministas.

O primeiro eixo da programação conta com títulos como A Paixão de Joana D'arc (1928), um dos principais filmes do cinema mudo, e Casei-me com uma Feiticeira(1942), do renomado diretor René Clair, e A Bruxa(2015), que se destacou em várias premiações independentes. A intenção desse segmento é mostrar os tropos que formaram o arquétipo da bruxa no cinema.

Por sua vez, o segundo eixo busca reunir filmes que expandem a ideia de mulheres mágicas e apresentam perspectivas críticas. Entre eles estão os longas Retrato de uma jovem em chamas(2019), vencedor do prêmio de Melhor Roteiro no Festival de Cannes, e Orlando, Minha Biografia Política, adaptação de uma das obras mais conceituadas da escritora inglesa Virginia Woolf. Durante as quatro semanas, haverá ainda sessões de filmes infantis, como o clássico Branca de Neve e os Sete Anões(1937), O serviço de entregas da Kiki (1989), e Malévola(2014).

Para as curadoras, uma das inspirações para a mostra é o trabalho de Silvia Federici, autora que se debruçou sobre as origens da histórica perseguição às mulheres. “Em suas obras, a escritora analisa como a caça às bruxas resultou na marginalização de mulheres que não se encaixavam nos padrões de feminilidade”, observam.

A Sessão de Abertura acontece no sábado, 6, às 16h, com a exibição de A Praga (2021), filme póstumo de José Mojica Marins, o lendário Zé do Caixão. Esse filme havia sido dado como perdido até que parte dos seus negativos foi localizada. A sessão é acompanhada do curta-documentário A última praga de Mojica, de Cédric Fanti, Eugenio Puppo, Matheus Sundfeld e Pedro Junqueira, e de um debate, com a crítica Júlia Noá e a mediação da curadora Carla Italiano.

Durante o evento, também serão realizados mais dois debates e uma oficina gratuita, todos presenciais. No dia 18, haverá a mesa redonda "Reencantando o mundo", conduzida por Glênis Cardoso, Sophia Pinheiro e Mariana Queen Nwabasili, com mediação de Juliana Gusman. No dia 25, a curadora Tatiana Mitre falará sobre os filmes A Fada do Repolho, de Alice Guy (1896/1900) e Branca de Neve e os Sete Anões (1937).

Já a oficina, intitulada "Perambulando nas sombras encantadoras: segredos da bruxaria no cinema de horror contemporâneo", será ministrada pela estudiosa Laura Cánepa e acontecerá no sábado, 20, às 14h. As inscrições devem ser realizadas previamente em bb.com.br/cultura.

Online para todo o Brasil

A 2ª edição da mostra Mulheres Mágicas: reinvenções da bruxa no cinema também contará com uma programação online, disponível para todo Brasil, de 26 de abril a 5 de maio, com os filmes Rami Rami Kirani, de Lira Mawapai HuniKuin e Luciana Tira HuniKuin (2024), e Para sempre condenadas, de Su Friedrich (1987), no site www.mulheresmagicas.com.

Serviço

Mostra Mulheres Mágicas: reinvenções da bruxa no cinema

Local: Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo

Período: 6 de abril a 5 de maio DE 2024

Ingressos: R$10 inteira / R$5 meia, disponíveis em bb.com.br/cultura e na bilheteria física do CCBB SP

Classificação indicativa: de Livre a 16 anos (consultar programação)

Endereço: Rua Álvares Penteado, 112 – Centro Histórico – SP  

Funcionamento: aberto todos os dias, das 9h às 20h, exceto às terças-feiras

Informações: (11) 4297-0600

Estacionamento: O CCBB possui estacionamento conveniado na Rua da Consolação, 228 (R$ 14 pelo período de 6 horas – necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB). O traslado é gratuito para o trajeto de ida e volta ao estacionamento e funciona das 12h às 21h.

Transporte público: O CCBB fica a 5 minutos da estação São Bento do Metrô. Pesquise linhas de ônibus com embarque e desembarque nas Ruas Líbero Badaró e Boa Vista. 

Táxi ou Aplicativo: Desembarque na Praça do Patriarca e siga a pé pela Rua da Quitanda até o CCBB (200 m).

Van: Ida e volta gratuita, saindo da Rua da Consolação, 228. No trajeto de volta, há também uma parada no metrô República.  Das 12h às 21h.

Entrada acessível: Pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida e outras pessoas que necessitem da rampa de acesso podem utilizar a porta lateral localizada à esquerda da entrada principal.