Angra

Por Renato Viliegas Publicado em 11/05/2010, às 10h21

Álbum Ainda sem título

Previsto para julho

Depois do retorno do baterista Ricardo Confessori, o Angra está em estúdio, finalizando os trabalhos para o sucessor de Aurora Consurgens (2006). "Na verdade, começamos a trabalhar em outubro, ao trocar ideias", diz o baixista Felipe Andreoli. "Depois passamos um mês no sítio do Ricardo, concentrados para escrever", completa. A banda usou esse período para lapidar melhor as músicas. "As ideias precisam ser elaboradas e arranjadas, e foi o que fizemos no sítio... tocamos tudo muitas vezes para procurar como a música realmente deve ser", diz o guitarrista Rafael Bittencourt. Segundo a banda, a volta de Confessori às baquetas trouxe um ingrediente especial ao disco. "Quando tocamos com o Ricardo, tudo ficou diferente. É um estilo que mistura as duas formações anteriores do Angra", diz Felipe. Ricardo concorda: "Achei que poderia sentir coisas diferentes, mas não. Foi como se nunca tivesse saído". O novo trabalho do Angra já tem um conceito definido, mas tanto ele quanto o nome ainda são segredo. "De mais de 20 músicas de trabalho, selecionamos nove", diz o guitarrista Kiko Loureiro. "A data-alvo para o lançamento é julho, mas ainda iremos ver com nossa gravadora no Japão qual a melhor data para todo mundo. Pode até ser antes."