Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Maria Rita - Samba Meu

Redação Publicado em 10/11/2008, às 20h22 - Atualizado em 12/05/2009, às 21h50

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem Maria Rita - Samba Meu

Warner Music

Registro agradável da nova fase da filha de Elis

Depois de lançar dois discos em que trafegava pela tão castigada MPB pop, Maria Rita achou por bem acertar as contas com certas raízes obrigatórias da música brasileira. O resultado foi o CD Samba Meu, que saiu há um ano. Como a indústria continua exigindo produtos correlatos, a Warner disponibiliza o DVD de mesmo nome. Ele foi gravado no Vivo Rio em junho deste ano, e é uma experiência mais palatável que o próprio disco. Principalmente porque o hype já acabou e agora é possível apreciar Maria Rita pelo que ela realmente é: uma cantora acima da média, que não chegou para revolucionar nada e cujo amadurecimento é lento e gradual. Esbelta, loira e com muita desenvoltura, Maria Rita canta uma ou outra do novo CD ("Samba Meu", "O Homem Falou", "Tá Perdoado", "Cria", "Corpitcho") e também algumas dos seus trabalhos anteriores como "Pagu" (Rita Lee/Zélia Duncan), "Cara Valente" (Marcelo Camelo) etc. O making of do espetáculo e os clipes das canções "Não Deixe o Samba Morrer" (de Edson e Aluísio) e "Num Corpo Só" (Arlindo Cruz/Picolé) completam o DVD.

Cássio Terackis

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!