Abre a Janela
Ponto de Equilíbrio

Ponto de Equilíbrio

Guias / CDs - Redação Publicado em 07/11/2007, às 15h36 - Atualizado em 08/11/2007, às 16h08

O reggae roots com uma pitada de samba

Abre a janela é o segundo disco da banda carioca, que começou sua trajetória em 1999. Nele, o grupo apresenta dez faixas inéditas, repetindo o reggae roots, muitas vezes com temática social, que tornou o grupo conhecido. Entre as composições próprias, destacam-se "Verdadeiro Valor", que fala de amor; "Menino João", que tem o Santo Guerreiro São Jorge como inspiração; "Quem Sabe... (Salomão)", com uma levada elaborada e uma pegada de dub em alguns momentos; e "Graças e Louvores", que encerra o álbum com uma prece. Mas a melhor música do disco é um cover de "Janela da Favela", do compositor, cantor e percussionista do Salgueiro, Graciano Campos, ou Gracia do Salgueiro. A versão do Ponto de Equilíbrio respeita o samba na hora de cantar, com o uso até de backing vocal de pastoras, e usa o reggae como tempero na melodia. Decisão acertada para um samba muito inspirado.

Douglas Vieira

Ponto de Equilíbrio

Abre a Janela

Warner

12

10

2007

Últimos Guias CDs