Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

10 bandas de rock que estão em turnê de despedida em 2023

Algumas já se despediram antes, mas não cumpriram promessa; outras são novas na arte de “dizer adeus”

Kiss (Foto: Getty Images)
Kiss (Foto: Getty Images)

Já diria a popular canção de Leandro & Leonardo: “não aprendi dizer adeus, mas tenho que aceitar…” Poesia sertaneja à parte, é fato que muitos artistas e bandas de rock têm dificuldade em sair de cena.

Talvez justamente porque esses mesmos músicos não acreditavam que suas carreiras durariam tanto. De Ozzy Osbourne a Mick Jagger, são diversas as entrevistas de artistas afirmando que imaginavam suas trajetórias na música existindo por cinco ou dez anos. Como tudo isso se provou um negócio pra lá de lucrativo (e o público aceitou), eles continuaram. E nem sempre sabem a hora de parar.

Porém, alguns desses gigantes entenderam que está no momento de pendurar as chuteiras. Há até situações onde eles se arrependem das aposentadorias e acabam voltando (Kiss, Scorpions, Judas Priest e o já mencionado Ozzy são alguns dos vários), mas em certos casos a idade já impede que as atividades tenham sequência.

A lista a seguir apresenta 10 artistas e bandas de rock que estão em turnê de despedida nesse exato momento. Não significa necessariamente que irão acabar em 2023, mas, sim, que estão no processo. Resta saber se eles realmente irão se aposentar na sequência.

1) Kiss

O caso mais emblemático da lista. A banda mascarada de hard rock esteve em turnê de despedida no início dos anos 2000, mas acabou voltando logo em seguida. A justificativa oficial dos agora setentões Paul Stanley (voz e guitarra) e Gene Simmons (voz e baixo) é que, na verdade, eles só queriam dizer “adeus” a Ace Frehley (guitarra) e Peter Criss (bateria), problemáticos integrantes originais que haviam voltado no meio dos anos 1990.

Mas desta vez parece ser pra valer. Até porque se enganarem de novo os fãs, vai ficar feio. Desde 2019 a banda está com seu giro final, End of the Road, que ficou parado um tempão por conta da pandemia, mas voltou com tudo e teve até duas passagens pelo Brasil, neste ano e no anterior. Os shows finais acontecem nos dias 1º e 2 de dezembro, no Madison Square Garden, em Nova York - onde tudo começou para a banda.

2) Aerosmith

E já que estamos falando de gigantes americanos do hard rock, é preciso citar logo o Aerosmith. Também formado por setentões, o grupo confirmou que sua turnê de despedida, Peace Out, rodará entre setembro e janeiro próximos na América do Norte.

A notícia foi anunciada com um vídeo divertido no YouTube. Nomes como Ringo Starr, Slash, Eminem e Dolly Parton aparecem.

Há de se duvidar que a tour fique apenas nessas poucas dezenas de datas anunciadas. A banda pode percorrer outros continentes, como Europa e a nossa América do Sul. Mas a despedida foi devidamente confirmada, então, é questão de tempo.

3) Eagles

Ainda que tenha apenas um integrante original (o baterista e vocalista Don Henley, hoje com 76 anos) e somente outros dois músicos que participaram da banda nos anos 1970 (o guitarrista Joe Walsh e o baixista Timothy B. Schmit, ambos com 75), o Eagles seguia na ativa até como forma de homenagear o vocalista e guitarrista Glenn Frey - o filho dele, Deacon, integrou a formação nos últimos anos. Mas chegou a hora de fechar as portas do Hotel California.

A turnê The Long Goodbye (segunda despedida do grupo, diga-se) recebeu esse nome justamente porque a promessa é de um giro extenso. As atividades começam em setembro próximo e devem se estender até 2025. O Steely Dan, outro nome veterano da década de 1970, ficará a cargo da abertura.

4) Mr. Big

Banda americana de hard rock que virou fenômeno de popularidade no Japão, o Mr. Big decidiu fazer uma turnê final após a morte do baterista Pat Torpey. Chamada The Big Finish, a iniciativa traz Nick D’Virgilio (Big Big Train) na vaga do falecido músico, ao lado de Eric Martin (voz), Paul Gilbert (guitarra) e Billy Sheehan (baixo).

Os shows já começaram e a ideia é expandir até 2024, com direito a uma passagem pela América do Sul ainda não detalhada. Em comunicado (via site Igor Miranda), Sheehan (hoje com 70 anos) disse que o Mr. Big quer fazer uma “despedida apropriada”. Por sua vez, Gilbert (aos 56) declarou:

“Estamos no processo de garantir que criaremos uma extravagância de entretenimento adequadamente grande para acompanhar nossa música. E como nossa música ressoou tão maravilhosamente em lugares de todo o mundo, vamos tocar em tantos desses lugares quanto pudermos.”

5) Dead & Company

Este caso é até um pouco difícil de se explicar. O Dead & Company foi formado como uma espécie de homenagem ao Grateful Dead, com músicos que fizeram parte da lendária banda: Bob Weir (guitarra e voz), Mickey Hart (bateria) e Bill Kreutzmann (bateria), junto de John Mayer (guitarra e voz), Oteil Burbridge (baixo, percussão e voz) e Jeff Chimenti (teclados). Em 2023, vale destacar, Jay Lane ocupou a vaga deixada por Kreutzmann.

Então, é o Dead & Company quem está em turnê de despedida; não o Grateful Dead, que encerrou atividades em 1995, após a morte do líder Jerry Garcia. E, sim, chegamos ao ponto onde até bandas derivadas estão anunciando turnês de despedida.

6) Foreigner

Nome icônico do AOR americano, o Foreigner entrou em uma turnê de despedida que só acabará em 2024. Hoje com 78 anos, o guitarrista Mick Jones (não confundir com o homônimo do The Clash) é o único membro original da formação atual, que traz figurinhas carimbadas do hard rock, como o baixista Jeff Pilson (Dokken) e o vocalista Kelly Hansen (Hurricane).

Há rumores de que o cantor original Lou Gramm pode participar de algumas apresentações. Nada confirmado, contudo. Em nota (via site Igor Miranda), Jones afirmou:

“Apresentaremos um show que sei que terá o mesmo entusiasmo de nossas primeiras aparições. A turnê começará neste verão na América e esperamos chegar a todos os lugares em que tocamos nos últimos anos. Embora eu tenha certeza de que nossos fãs terão sentimentos contraditórios sobre o fim da estrada para a banda, eu sei que nossos shows vão encantar o público em todos os lugares.”

7) Ted Nugent

Outro nome em ritmo de despedida (neste caso um artista e não uma banda) é Ted Nugent. O controverso (para dizer o mínimo) guitarrista excursiona pela América do Norte com a turnê Adios Mofo ’23.

Neste caso, o “adeus” é apenas das tours. O guitarrista confirmou que deve continuar lançando discos e, a depender da situação, até subir de novo em um palco, mas para apresentações esporádicas. Em entrevista ao Drew and Mike Show (via Blabbermouth), o artista de 74 anos afirmou:

“Tenho 12 netos. Tenho cães que simplesmente me amam. Minha esposa, Shemane… dá para imaginar dizer ‘adeus’ a ela por mais que 24 horas? Sem chance.”

8) Kenny Loggins

Mais um nome solo a pendurar suas chuteiras, Kenny Loggins chamou sua turnê final de This is It. Em uma tradução formal, É Isso. O ex-membro do duo Loggins & Messina e dono de hits que embalaram filmes como Top Gun e Footloose confirmou datas até o fim de outubro, também de forma restrita à América do Norte.

Em nota oficial (via site Igor Miranda), o cantor de 75 anos declarou:

“Foi uma jornada incrível desde que comecei com Jimmy Messina em 1971. Considero-me sortudo por ter uma carreira tão longa. Não vejo isso como o fim da minha carreira profissional, mas certamente das grandes turnês. Vou tocar músicas que sinto resumir a história emocional da minha obra. Isso incluirá 90% dos hits e 10 de sons mais obscuros.”

9) Candlebox

Talvez a banda mais jovem de toda essa lista, o Candlebox traz cinquentões que até podem estar com lenha para queimar, mas não querem. A banda formada na década de 1990 anunciou um álbum e uma turnê de despedida com o mesmo nome usado pelo Eagles: The Long Goodbye (alcunha também de um giro derradeiro “fake” do Deep Purple).

O grupo de sonoridade grunge também disponibilizará um documentário. Far Behind: The Candlebox Story ainda não tem data para ser lançado. Ao jornalista (via Classic Rock), o vocalista Kevin Martin afirma:

“Minha carreira musical tomou tanto o meu tempo que percebi que não havia dado à minha família o que eles realmente precisavam de mim, que era eu.”

10) B-52’s

Para fechar, um nome de destaque da new wave: o B-52’s, que havia feito uma turnê de despedida em 2022, mas voltou para repetir a dose de “adeus” este ano. Neste caso, não será um giro tradicional, mas uma temporada de shows como residente em uma casa de Las Vegas, além de uma apresentação final na Califórnia.

Ainda em 2022, a vocalista Kate Pierson, hoje com 75 anos, destacou:

“Quem poderia imaginar que o que começou como uma maneira de se divertir e tocar música para nossos amigos em festas em Atenas em 1977 evoluiria para mais de 45 anos fazendo música e fazendo turnês pelo mundo…”

Bônus: Elton John

O gigante Elton John, hoje com 76 anos, entrou como “bônus” nessa lista porque ele, na verdade, já concluiu sua turnê de despedida. A Farewell Yellow Brick Road foi iniciada em setembro de 2018, passou por um intervalo provocado pela pandemia e só se encerrou mesmo em julho de 2023.

Consagrou-se como a tour musical de maior arrecadação da história, com US$ 939 milhões faturados em mais de 300 apresentações. Nenhuma delas no Brasil, infelizmente.