Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

The 1975 recusa oferta de turnê 'lucrativa' com Ed Sheeran - e Matty Healy explica

Turnê com Ed Sheeran aconteceria em 2023 em estádios pelo mundo

Redação Publicado em 13/09/2022, às 10h56

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Matty Healy (Foto: Mackenzie Sweetnam/Getty Images) e Ed Sheeran (Foto: Ian Gavan/Getty Images)
Matty Healy (Foto: Mackenzie Sweetnam/Getty Images) e Ed Sheeran (Foto: Ian Gavan/Getty Images)

Matty Healy, vocalista e frontman do The 1975, explicou os motivos da banda ter recusado oferta para apoiar Ed Sheeran em turnê "lucrativa." Durante entrevista ao The New York Times, o cantor também explicou como não vê a banda como uma questão "comercial."

Na conversa com o jornal dos Estados Unidos, Healy explicou como foi oferecido-lhe "uma turnê de quatro meses em 2023 em estádios com o maior cantor e compositor do mundo que me teria feito um dinheiro que eu nunca visto ou ouvido falar em minha vida." Porém, ele não citou quem seria esse artista.

+++LEIA MAIS: Taylor Swift: O que cantora achou do novo disco do The 1975? Matty Healy responde

Em seguida, o entrevistador perguntou se era Ed Sheeran a quem ele se referia, e o cantor do The 1975 responde: "Sim. E me ofereceram para ser o principal suporte e fazer o que eu quiser. Pense no dinheiro que você acha que estou recebendo – não é apenas oferecido, é o que ele pode pagar devido ao que ele faz para os shows – e depois triplique. É insano."

Após a publicação da entrevista, Matty Healy foi ao Twitter para dizer como respeita o cantor - e explicou como ele simplesmente queria que o The 1975 fizesse os próprios shows, nas próprias turnês do grupo. "Só para deixar claro, eu tenho um respeito louco por Ed Sheeran e eu não recusei dividir um palco com ele, eu só queria fazer nossos próprios shows e ele sempre foi tão legal comigo pessoal e publicamente, então não comece uma coisa de Twitter por diversão."

+++LEIA MAIS: The 1975 homenageia Rage Against the Machine após substituir banda em festival

The 1975 e Matty Healy não possuem ambições comerciais

De volta à entrevista ao The New York Times, Matty Healy continuou a explicar a relação dele com dinheiro. "É difícil ser grande e dizer – genuinamente – que não tenho ambição comercial. Definitivamente, há um tipo de coisa: 'Se não está quebrado, não conserte.' Nunca soubemos o que fazer e nunca tentamos fazer nada. Então, no segundo no qual pararmos de fazer isso, provavelmente vamos estragar tudo," disse.

Costumo dizer não às coisas por dinheiro. Eu não sei como você pode escrever isso sem ser rude ou inapropriado, mas acabaram de me oferecer uma turnê de quatro meses em 2023 em estádios com o maior cantor e compositor do mundo que me teria feito um dinheiro que eu nunca visto ou ouvido falar em minha vida.

"A única coisa que me impediu de fazer isso é porque – eu não me importo. Não vale a pena. Não porque eu não goste de Ed Sheeran. Eu acho que ele é, de várias maneiras, um gênio, e ele faz o que faz melhor do que qualquer outra pessoa. Mas se abrir para alguém e não apenas ser real, esse é o tipo de coisa que eu penso," finalizou Matty Healy.

+++LEIA MAIS: The 1975 revela título e tracklist do 5º disco; veja