Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Bad Bunny é processado pela ex-namorada por usar voz dela sem autorização

Indenização pode chegar a R$ 215 milhões após Bad Bunny utilizar sample com a voz da ex-namorada

Bad Bunny (Foto: Amy Sussman)
Bad Bunny (Foto: Amy Sussman)

Bad Bunny (nome artístico de Benito Antonio Martinez Ocasio) está sendo processado pela ex-namorada por usar sample não autorizado da voz dela em duas faixas. Conforme noticiado pela Billboard, ação movida por Carliz De La Cruz Hernández pede US$ 40 milhões de indenização, cerca de R$ 215 milhões.

A voz de Hernández aparece na tag (vinheta utilizada como marca registrada nas músicas de determinado artista ou produtor) "Bad Bunny Baby." Ela alega nunca ter consentido com o uso de sua voz em músicas, performances ao vivo, rádio, televisão ou qualquer outro formato de mídia. 

+++ LEIA MAIS: Bad Bunny joga telefone de fã “desrespeitoso” na água [VÍDEO]

Ainda segundo o processo, o uso de sua gravação consiste na violação dos direitos morais, de acordo com a lei de Porto Rico. Hernández alega que seu direito da própria imagem também foi violado, pois o uso do sample explora sua identidade.

O relacionamento começou em 2011, quando os dois trabalhavam em um mercado em Porto Rico. Segundo De La Cruz, o artista pedia feedbacks e opiniões sobre suas músicas. Ela também colaborava com a organização da agenda e contratos. 

Após suposto pedido de Benito, Hernández gravou a frase "Bad Bunny Baby" no aplicativo de voz do celular. O áudio apareceu pela primeira vez na faixa "Pa’ Ti." É possível ouvir no minuto 2:40 do vídeo abaixo. Confira:

"Dos Mil 16" também utiliza a voz de Hernández. Ela alega que representantes de Bad Bunny enviaram um contrato em 5 de maio de 2022, um dia antes do lançamento, com a oferta de US$ 20 mil pelo sample. Antes de chegarem a um acordo, o disco Un Verano Sin Ti foi lançado - com a faixa "Dos Mil 16."