Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / Voltou atrás

Equipe de Olivia Rodrigo interrompe distribuição de pílulas e camisinhas em shows da cantora

Ação de conscientização que distribuiu contraceptivos de emergência em shows da GUTS World Tour foi interrompida por preocupação da equipe de Rodrigo com "crianças presentes nos shows"

Olivia Rodrigo e kit com contraceptivo distribuído em show (Getty Images/Reprodução Twitter)
Olivia Rodrigo e kit com contraceptivo distribuído em show (Getty Images/Reprodução Twitter)

Apenas poucos dias após chamar atenção com a distribuição de contraceptivos de emergência em seus shows, Olivia Rodrigo interrompeu a ação. A informação é da Variety (via Pink News), segundo a qual a equipe da cantora pediu às organizações pró-aborto como a Right by You que parasse com a distribuição gratuita de kits com preservativos, pílulas contraceptivas e informativos na GUTS World Tour.

Olivia, que já se manifestara favoravelmente à autonomia individual sobre o direito reprodutivo, teria aberto caminho para que organizações pró-liberdade atuassem em seus shows. Na última semana, os grupos o fizeram com a distribuição de pílulas de emergência, como a Julie, que promove a interrupção da gravidez até 72 horas após o ato sexual.

+++ LEIA MAIS: Olivia Rodrigo distribui pílula do dia seguinte em show nos EUA

Olivia Rodrigo (Getty Images)

Segundo a reportagem, a equipe de Olivia teria se preocupado com a repercussão do caso, solicitando que as ações não envolvessem a distribuição de medicamentos, já que "crianças estariam presentes nos shows".

Kit com contraceptivos distribuídos nos shows de Olivia Rodrigo (Reprodução/Twitter)

Assim, os grupos poderão acompanhar a GUTS World Tour, mas não distribuir nenhum tipo de medicação ou contraceptivo. A turnê segue na estrada com um show no próximo dia 23, na cidade de Milwaukee, no estado de Wisconsin, onde o aborto é permitido até as 22 semanas de gestação - mas sem cobertura de planos de saúde públicos.

O que dizem os grupos?

Consultados pela Variety, grupos como o Abortion Fund demonstraram decepção com a reversão da ação pela turnê de Olivia, argumentando que jovens fazem sexo e que, portanto, devem ter acesso a contracepção de emergência. Os grupos ainda teriam dito que a distribuição gratuita de contraceptivos é uma prática permitida em todos os 50 estados do país.

Direitos reprodutivos nos Estados Unidos

A ação chamou atenção ao promover conscientização para os direitos reprodutivos nos Estados Unidos. O tema vem sendo alvo de debate desde a reversão, pela Suprema Corte do país em 2022, da decisão do caso Roe versus Wade, que determinava a proteção constitucional da liberdade individual das mulheres sobre sua própria gravidez.

Procurada pela Variety, Olivia Rodrigo não se manifestou. A cantora é conhecida pela defesa dos direitos reprodutivos e das liberdades individuais - inclusive através da fundação de uma ONG de apoio ao tema.