Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / Acusações

Grimes é acusada de nazismo e se defende: 'É racismo fingir que brancos sempre estiveram no poder'

Grimes usou as redes sociais para se defender de acusações de nazismo e afirmou ter 'orgulho da cultura branca'

Redação Publicado em 02/01/2024, às 11h28

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Grimes (Foto: Theo Wargo/Getty Images)
Grimes (Foto: Theo Wargo/Getty Images)

Grimes usou as redes sociais para se defender de pessoas que a acusam de ser nazista. No Twitter, a cantora escreveu:

Sou chamada de nazista porque tenho, felizmente, orgulho da cultura branca. Mas todos os dias eu penso com carinho no rei negro Ciro, o Grande, que criou o primeiro império, e o ícone japonês Murasaki Shikibu, que escreveu o primeiro romance. E se os humanos amassem uns aos outros? A História nos ensina que sempre fomos, e sempre seremos, ótimos.

"Se entendi direito, você não só é capaz de conceituar a cultura branca sem fazer referência a todos os tipos de violência que estão historicamente relacionados a ela, mas também tem orgulho dela?", perguntou um internauta. Grimes, então, respondeu: "Todas as culturas participaram de coisas horríveis e a industrialização da escravidão é, sem dúvidas, a pior delas, e, sem dúvidas, a causa da queda de todos os impérios antes desse."

"Isso não significa que há ótimos seres humanos entre nós, no passado e no presente. O que me diz sobre o comércio africano de escravizados eslavos?", continuou. "É racismo fingir que os brancos sempre estiveram no poder. Todos os seres humanos contribuíram para nosso pior e nosso melhor."

Outro usuário afirmou que a artista é uma supremacista branca, ao que ela devolveu: "Sou uma supremacista humana - humanos são incríveis".