Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Kanye West deve concorrer à presidência dos Estados Unidos: 'No tempo de Deus'

Em 2020, Kanye West recebeu apenas 60 mil votos após perder prazo e elegibilidade em diversos estados

Dimitrius Vlahos Publicado em 23/09/2022, às 11h12

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Kanye West (Foto: Getty Images)
Kanye West (Foto: Getty Images)

Kanye 'Ye'  West não desistiu do sonho de ser presidente dos Estados Unidos. Após campanha polêmica e resultado pífio nas urnas em 2020 - quando Joe Biden foi eleito - rapper deve tentar nova candidatura em 2024.

Em entrevista ao Good Morning America (via Billboard), West revelou suas ambições  de voltar à Casa Branca. "Aquela época não era o tempo de Deus," explicou sobre a eleição passada - quando a campanha pegou US$6.8 milhões emprestados, que resultaram em apenas 60 mil votos.

+++ LEIA MAIS: Kanye West utiliza voz de Kim Kardashian no disco Donda 2; entenda

Parte do fracasso em 2020 é explicado pelo deslize de Kanye ao perder prazo de registro na maioria dos Estados Americanos - recebendo votos em apenas 12 deles. Na época, rapper publicou foto com a legenda "Kanye 2024," indicando intenções de voltar à disputa.

Na mesma entrevista, Ye abordou fim dos contratos com Adidas e Gap após desentendimentos sobre preço e venda de produtos em parceria com a Yeezy.

+++LEIA MAIS: Kanye West é processado após supostamente não pagar taxas por cancelar apresentação no Coachella

"Foi como um desrespeito com algo que eu co-criei. Fiz isso na Adidas e na Gap. Isso significa que eu estava lá por alguma agenda específica, não para Yeezy Gap se tornar tudo que poderia ser. Chegou a hora de fazer meu próprio negócio," argumentou.

Kanye West acusa Gap de roubar design

Após trabalharem juntos na coleção Yeezy Gap Engineered by Balenciaga, a empresa teria copiado design de peças para outros produtos, sem parceria com o rapper.

Ye voltou ao Instagram e publicou foto de item da coleção conjunta. Na legenda, afirmou (via NME): "Gap fez uma reunião sobre mim sem a minha presença?". Mais tarde, publicou captura de tela de uma conversa, onde enviou foto de um modelo com camiseta da Gap e acusou a marca de copiar suas ideias.

"Essa é a Gap copiando Yeezy Gap Engineered by Balenciaga. Mas eles cancelaram o ensaio fotográfico com as crianças no Japão sem o meu consentimento," afirmou na legenda da publicação