Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / Homenagem

Linda Ramalho lança álbum de estreia em cantando Zé Ramalho [ENTREVISTA]

Linda Ramalho canta Zé Ramalho (2023) chega às plataformas em dezembro com releituras de canções clássicas do repertório do compositor paraibano

Linda Ramalho (Foto: Leo Aversa)
Linda Ramalho (Foto: Leo Aversa)

Linda Ramalho canta Zé Ramalho (2023) chega às plataformas nesta sexta, 1, o álbum de estreia de Linda Ramalho, filha caçula do cantor e compositor Zé Ramalho. Para a estreia, a cantora escolheu homenagear a obra do compositor paraibano, mas trazendo um toque pessoal: “É Zé Ramalho versão rock,” resume a artista, que escolheu 10 canções do repertório levando em conta grandes sucessos da carreira — como "Chão de Giz", "Frevo Mulher" e "Admirável Gado Novo" — e músicas que casavam melhor com a voz dela.

Capa de Linda Ramalho canta Zé Ramalho (Imagem: Divulgação)

Em conversa com a Rolling Stone BrasilLinda contou que a ideia do projeto veio durante o período pandêmico, entre 2020 e 2021. "Enquanto fazia aulas de violão online, me lembro que aprendi a tocar 'Garoto de Aluguel' e depois vieram outras músicas do meu pai," relembra. "A partir daí, veio a ideia de gravar um álbum com esse repertório."

+++LEIA MAIS: João Rock: Zé Ramalho reforça brasilidade com sucessos atemporais

Linda conta ainda uma curiosidade sobre a escolha da setlist, baseadas no show de Zé Ramalho: Queríamos incluir "Beira-Mar", mas trocamos por "Pepitas de Fogo", que é uma música mais lado B do álbum, tanto que até hoje não me recordo de ter visto o meu pai tocá-la ao vivo." A escolha de substituir a canção também levou em conta as apresentações ao vivo, os muitos elementos e instrumentos destoariam da assinatura do power trio, como ela chama a banda que a acompanha, formada por João Guilherme Ferreira no baixo, Jeffersom Cardim na guitarra (o China) e Caco Braga na bateria.

Linda Ramalho e o Power Trio (Foto: Pamela Corvetto)
A cantora classifica como o maior desafio do projeto o "jeito falado," marca registrada do pai. "Fui incentivada pelo Robertinho, porque essa forma de cantar me assustava um pouco: é nesse momento que corro mais risco de ser associada a ele," fala sobre Robertinho do Recife, o responsável pela assinatura da mixagem e masterização do álbum. 
Como eu me formei em teatro, Robertinho me fez ver que era possível gravar assim, sem  parecer que eu estava  buscando 'imitá-lo'."

+++LEIA MAIS: Conheça Chameleo, que se inspira na própria ansiedade em álbum pop dançante sem ‘se podar’ [ENTREVISTA]

Para os amantes de mídias físicas, Linda Ramalho canta Zé Ramalhovai ganhar uma versão em breve. Enquanto isso, podemos desfrutar da versão digital, que dá uma nova roupagem a clássicos que estão no nosso imaginário. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!