Festival É Tudo Verdade exibirá no Brasil 109 filmes, sendo 16 deles inéditos

Últimas conversas, de Eduardo Coutinho, é destaque da abertura da mostra em 9 de abril

Redação Publicado em 05/04/2015, às 10h08 - Atualizado em 06/04/2015, às 13h59

Documentarista em Eduardo Coutinho, 07 de Outubro
Reprodução/vídeo

No dia 9 de abril, em São Paulo, acontece a abertura do festival É Tudo Verdade, a mais importante mostra de cinema documental do país. Na 20ª edição, o festival terá uma novidade: os curtas-metragens vencedores nas categorias brasileira e internacional vão assegurar o direito de participar da seleção da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood para a disputa do Oscar de melhor curta documental.

Derrotado no Oscar, documentário sobre Sebastião Salgado leva o prêmio César.

O evento é divido em duas frentes: a competitiva e a informativa. Entre os filmes que disputam o prêmio e os que estão fora da corrida, a programação da edição de 2015 começa em São Paulo (9 a 19/4), passando por Rio de Janeiro (10 a 19/4), Belo Horizonte (29/4 a 4/5), Santos (7 a 10/5) e Brasília (27/5 a 1º/6). Todas as sessões têm entrada franca. Serão exibidos 109 títulos, de 31 países, contando com 16 estreia mundiais.

Últimas conversas

A abertura do festival de documentários É Tudo Verdade de 2015 será mais do que especial. Últimas Conversas, filme que Eduardo Coutinho realizava quando foi assassinado em 2014, será exibido na noite de estreia da mostra.

Nicolas Cage terá papel em filme de Oliver Stone sobre Edward Snowden.

Inédito, o longa-metragem estava em fase de pós-produção quando Coutinho foi assassinado pelo próprio filho em 2014. O processo de gravação envolveu entrevistas com 30 jovens do ensino médio da rede pública do Rio de Janeiro. Aos alunos foram feitas perguntas como “para que serve o dinheiro?” e “para que serve a escola?”.

Vencedor do Oscar de Melhor Documentário, Citizenfour ensina que a paranoia com privacidade no pós-11 de setembro é justificada.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, Jordana Berg, montadora do longa, relatou como atuava Coutinho durante as filmagens. "Ele sentava com os garotos e dizia: 'Quero ser como um marciano que faz perguntas absurdas'”. Segundo Jordana, Últimas Conversas funcionou com a mesma lógica que os outros filmes do diretor, dando espaço aos entrevistados, permitido que eles falassem de maneira livre e espontânea.

Veja os locais onde o festival É Tudo Verdade será exibido:

São Paulo (9 a 19 de abril)

Centro Cultural Banco do Brasil - R. Álvares Penteado, 112

Centro Cultural São Paulo - Rua Vergueiro, 1000

Cinemateca Brasileira - Largo Senador Raul Cardoso, 207

Cine Livraria Cultura - Conjunto Nacional - Av. Paulista, 2073

Galeria Olido - Av. São João, 473

Reserva Cultural - Av. Paulista, 900

Rio de Janeiro (10 a 19 de abril)

Auditório BNDES - Avenida República do Chile, 100

Centro Cultural Banco do Brasil - R. Primeiro de Março, 66

Espaço Itaú de Cinema - Praia de Botafogo, 316

Instituto Moreira Salles - R. Marques de São Vicente, 476

Oi Futuro Ipanema - R. Visconde de Pirajá, 54

Belo Horizonte (29 de abril a 4 de maio)

Centro Cultural Banco do Brasil - Praça da Liberdade, 450

Santos (7 a 10de maio)

Roxy Gonzaga – 5 – Av. Ana Costa, 443

Brasília (27 de maio a 1º de junho)

Centro Cultural Banco de Brasil - SCES, trecho 02, lote 22.