Aaron Sorkin dá mais detalhes sobre a cinebiografia de Steve Jobs

O roteirista contará a história do fundador da Apple a partir de três cenas-chave

Rolling Stone EUA Publicado em 16/11/2012, às 13h04 - Atualizado às 13h14

Steve Jobs
AP

A cinebiografia de Steve Jobs (foto) que está sendo escrita por Aaron Sorkin terá como base três cenas-chave da vida do falecido empresário. A informação foi revelada por Sorkin durante um evento organizado pela revista Newsweek e pelo The Daily Beast.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Sorkin disse que irá focar na criação do Mac; na da NeXT, a empresa que Jobs fundou em 1985, na época que saiu da Apple; e na criação do iPod. Ele disse que quer terminar o filme com uma propaganda do início da Apple que mostrava figuras famosas da cultura pop incluindo Albert Einstein, John Lennon, Gandhi, Muhammad Ali e Amelia Earhart, e começava com a frase: “Um brinde aos malucos”. Jobs morreu em 2011.

"Se eu conseguir fazer um longa à altura desse final, sentirei que venci”, disse Sorkin, que tinha o que ele chama de “uma relação telefônica com Jobs”. Segundo Sorkin, Jobs pediu ajuda a ele para escrever o famoso discurso que deu em Stanford em 2005.

Em uma discussão com a editora do The Daily Beast Tina Brown, ela observou que Jobs era um “gênio com defeitos”. Sorkin respondeu: "Nem teria razão para escrever sobre alguém que não tivesse defeitos"