Adele e Foo Fighters se destacam em Grammy marcado por homenagens a Whitney Houston

Banda liderada por Dave Grohl levou cinco estatuetas, enquanto cantora britânica faturou seis prêmios, incluindo o de melhor álbum do ano

Redação Publicado em 13/02/2012, às 03h18 - Atualizado às 12h46

Adele - Grammy

Ver Galeria
(7 imagens)

A morte de Whitney Houston no último sábado, 11, transformou a cerimônia de entrega do Grammy em um grande tributo à cantora, que ganhou seis prêmios da cerimônia anual ao longo de sua carreira. A tradicional festa pré-Grammy, organizada pelo produtor musical Clive Davis no dia que antecede a entrega dos prêmios, já havia sido marcada por tributos à cantora. O rapper Diddy, a veterana banda britânica The Kinks e Alicia Keys participaram das homenagens; o cantor Tony Bennett relembrou as mortes de Michael Jackson e Amy Winehouse que, assim como Whitney, sofreram com o uso de drogas.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

Durante a cerimônia realizada no último domingo, 12, no Staples Center, em Los Angeles, Califórnia, as homenagens continuaram. Além da presença recorrente do nome de Whitney, dois retornos aos palcos - da cantora Adele, que não se apresentava desde outubro de 2011 por conta de uma cirurgia na garganta, e dos Beach Boys, que há década não reunia todos seus membros remanescentes, incluindo Brian Wilson – chamaram a atenção.

Com uma grande quantidade de prêmios, o Grammy diferencia-se da maior parte de outras premiações dividindo-se em duas partes. Primeiramente, a maioria dos prêmios são anunciados em um local anexo ao Staples Center (a divisão acontece por causa do grande número de categorias; este ano, foram 78 ao todo).

A noite começou com Bruce Springsten e a E Street Band, cantando “We Take Care Of Our Own”, seguida por um breve pronunciamento do cantor LL Cool J, apresentador da cerimônia. As homenagens a Whitney não demoraram a aparecer: “Não há uma maneira de contornar isso, houve uma morte em nossa família”, disse LL antes de exibir um vídeo com trechos de Whitney cantando

seu maior clássico, “I Will Always Love You”, em uma cerimônia anterior do Grammy. Ao final, a cantora foi aplaudida de pé por todos no Staples Center.

Após o momento de luto, o apresentador lembrou que o Grammy continua sendo uma festa e chamou ao palco Bruno Mars, com uma apresentação intensa de “Runaway Baby”. Antes do primeiro prêmio da noite, Bonnie Raitt e Alicia Keys subiram ao palco para cantar “A Sunday Kind of Love”, de Etta James, que morreu no último dia 20 de janeiro. As cantoras entregaram o prêmio de Performance Pop Individual para Adele, por “Someone Like You”. Em seu discurso, Adele aproveitou para agradecer aos médicos que a operaram (a cantora passou recentemente por uma cirurgia em suas cordas vocais).

Após apresentação de Chris Brown, Fergie e Marc Anthony entregaram o Grammy de Performance de Rap para "Otis", de Jay-Z & Kanye West, que não compareceram à cerimônia. O ex-marido de Jennifer Lopez brincou com a situação: "Infelizmente eles não estão aqui hoje porque Kenye está lançando sua linha de calcinhas e Jay-Z está fazendo algo melhor que isso".

Em seguida, Kelly Clarkson e o cantor country Jason Aldean cantaram “Don't You Wanna Stay”. Minutos depois, o ator Jack Black anunciou o Foo Fighters. A turma liderada por Dave Grohl tocou “Walk”, de seu último disco, Wasting Light - vencedor na categoria de Melhor Álbum de Rock.

Um dos momentos mais esperados da noite foi quando o Coldplay e Rihanna subiram ao palco. Inicialmente, a cantora apresentou “We Found Love”, para em seguida se juntar ao quarteto liderado por Chris Martin em “Princess of China”. Então Rihanna deixou o Staples Center para o Coldplay executar “Paradise”, do álbum Myolo Xyoto. Na sequência, o Foo Fighters recebeu o Grammy de Melhor Performance de Rock, por “Walk”. Dave Grohl contou que a canção foi gravada em sua garagem e agradeceu ao produtor Butch Vig.

Em outro momento aguardado, o Maroon 5 iniciou os preparativos para o retorno dos Beach Boys com "Surfer Girl". Instantes depois, o Foster The People fez uma versão para o clássico "Wouldn't It Be Nice”. A banda comandada por Brian Wilson e Mike Love entrou em cena e apresentou “Good Vibrations”. Instantes depois, mais um grande encontro: Stevie Wonder chamou Paul McCartney ao palco. O eterno Beatle cantou “My Valentine” acompanhado por Diana Krall no piano. A canção faz parte de Kisses On The Bottom, seu disco mais recente, lançado no último dia 7.

Assim que Chris Brown foi premiado com o Grammy de Melhor Álbum de R&B, Taylor Swift, vencedora do prêmio de Melhor Performance Country, apresentou "Mean". Após a performance o ator Neil Patrick Harris entregou o Grammy de Melhor Canção do Ano para Adele, por “Rolling In The Deep”. Depois da apresentação de Katy Perry, a primeira surpresa da noite: Lady Antebellum, com Own The Night, desbancou os favoritos Taylor Swift e Jason Aldean na disputa pelo Grammy de Melhor Álbum Country.

A atriz Gwyneth Paltrow chamou Adele para seu retornou após seis meses: a britânica arrancou aplausos com “Rolling in the Deep”, eleita minutos antes a canção do ano. Taylor Swift retornou para mais uma homenagem, dessa vez ao cantor Glenn Campbell – a cantora chamou The Band Perry e Blake Shelton ao palco. Em seguida, Tony Bennett se apresentou no Staples Center, arrancando aplausos de Paul McCartney. Antes de anunciar o Grammy de Revelação, vencido por Bon Iver, Tony se juntou à cantora country Carrie Underwood para mais uma performance.

O brasileiro Tom Jobim também foi lembrado de passagem. Depois da apresentação de Glen Campbell, um dos agraciados com o Lifetime Achievement Award, foram apresentados no telão os outros ganhadores do prêmio pelo conjunto da obra: Allman Brothers, Diana Ross, o próprio Tom, George Jones, Gil Scott-Heron e o Memphis Horns.

Antes dos dois principais prêmios da noite, a cantora Jennifer Hudson prestou uma última homenagem a Whitney; Jennifer interpretou o maior sucesso dela, “I Will Always Love You”. Chris Brown e David Guetta deram sequencia à cerimônia que estava prestes a anunciar o grande prêmio da noite: Melhor Álbum para Adele, por 21.

No entanto, poucos esperavam que um final tão apoteótico como o que se seguiu estaria por vir. Em uma exibição de mestre, Paul McCartney lançou mão do medley final do disco Abbey Road (1969), dos Beatles - "Golden Slumbers", "Carry That Weight" e "The End" - e convocou ao palco Bruce Springsteen, Dave Grohl e Joe Walsh para um duelo (já histórico, diga-se de passagem) de solos de guitarra no final da trilogia de canções. Demonstrando a velha intimidade tanto ao piano quanto na guitarra, Sir Paul fechou a noite do Grammy com a célebre frase que antecedeu o fechar das cortinas dos Beatles: "E, no final, o amor que voce recebe é igual ao que ao amor que você dá."

Abaixo, os concorrentes nas principais categorias e os vencedores em negrito. Para ver todos os premiados, acesse o site oficial do Grammy. No fim do texto, veja vídeos das performances.

Álbum do Ano

21 - Adele

Wasting Light - Foo Fighters

Born This Way - Lady Gaga

Doo-Wops & Hooligans - Bruno Mars

Loud - Rihanna

Canção do Ano

“Rolling In The Deep” - Adele

“All of the Lights” - Kanye West, Rihanna, Kid Cudi and Fergie

“The Cave” - Mumford & Sons

“Grenade” - Bruno Mars

“Holocene” - Bon Iver

Gravação do Ano

Adele – “Rolling In The Deep”

Bon Iver – “Holocene”

Bruno Mars – “Grenade”

Mumford & Sons – “The Cave”

Katy Perry – “Firework”

Artista Revelação

Bon Iver

The Band Perry

J. Cole

Nicki Minaj

Skrillex

Melhor Álbum Pop

Adele - 21

Cee Lo Green - The Lady Killer

Lady Gaga - Born This Way

Bruno Mars - Doo-Wops & Hooligans

Rihanna - Loud

Melhor Performance Pop Individual

Adele – “Someone Like You”

Lady Gaga – “You and I”

Bruno Mars – “Grenade”

Katy Perry – “Firework”

Pink – “F***in' Perfect”

Melhor Performance Pop por uma Dupla ou Grupo

Tony Bennett & Amy Winehouse – “Body and Soul”

The Black Keys – “Dearest”

Coldplay – “Paradise”

Foster The People – “Pumped Up Kicks”

Maroon 5 e Christina Aguilera – “Moves Like Jagger”

Melhor Performance de Rock Individual

Foo Fighters – “Walk”

Coldplay – “Every Teardrop Is a Waterfall”

The Decemberists – “Down By the Water”

Mumford & Sons – “The Cave”

Radiohead – “Lotus Flower”

Melhor Performance de Hard Rock/Metal

Foo Fighters – “White Limo”

Dream Theater – “On The Backs of Angels”

Mastodon – “Curl of the Burl”

Megadeth – “Public Enemy No. 1”

Sum 41 – “Blood In My Eyes”

Melhor performance de Rap

"Otis" - Jay-Z & Kanye West

"Look At Me Now" - Chris Brown, Lil Wayne & Busta Rhymes

"The Show Goes On" - Lupe Fiasco

"Moment 4 Life" - Nicki Minaj & Drake

"Black And Yellow" - Wiz Khalifa

Melhor Álbum de Rock

Foo Fighters - Wasting Light

Jeff Beck - Rock 'N' Roll Party Honoring Les Paul

Kings Of Leon - Come Around Sundown

Red Hot Chili Peppers - I'm With You

Wilco - The Whole Love

Melhor Álbum de Pop

"21" - Adele

"The lady killer" - Cee Lo Green

"Born this way" - Lady Gaga

"Doo-wops & hooligans" - Bruno Mars

"Loud" - Rihanna

Melhor Álbum de Música Alternativa

Bon Iver - Bon Iver

Death Cab for Cutie - Codes and Keys

Foster the People - Torches

My Morning Jacket - Circuital

Radiohead - The King Of Limbs

Melhor Álbum de R&B

"F.A.M.E." - Chris Brown

"Second Chance" - El DeBarge

"Love Letter" - R. Kelly

"Pieces Of Me" - Ledisi

"Kelly" - Kelly Price

Melhor parceria de rap

"All Of The Lights" - Kanye West, Rihanna, Kid Cudi & Fergie

"Party"- Beyoncé & André 3000

"I'm On One" - DJ Khaled, Drake, Rick Ross & Lil

Wayne"I Need A Doctor" - Dr. Dre, Eminem & Skylar Grey

"What's My Name?" - Rihanna & Drake

"Motivation" - Kelly Rowland & Lil Wayne

Melhor álbum de rap

"My Beautiful Dark Twisted Fantasy" - Kanye West

"Watch The Throne" - Jay-Z & Kanye West

"Tha Carter IV" - Lil Wayne

"Lasers" - Lupe Fiasco

"Pink Friday" - Nicki Minaj

Melhor performance country (solo)

"Mean" - Taylor Swift

"Dirt Road Anthem" - Jason Aldean

"I'm Gonna Love You Through It" - Martina McBride

"Honey Bee" - Blake Shelton

"Mama's Song" - Carrie Underwood