Ainda Orangotangos vence em Milão

Filme brasileiro ganha festival italiano pela “aposta estilística em um único plano seqüência de 81 minutos”

Da redação Publicado em 22/09/2008, às 17h08

Ainda Orangotangos vence Festival de Cinema de Milão
Reprodução

O filme brasileiro Ainda Orangotangos venceu neste sábado a décima terceira edição do Festival de Cinema de Milão. A produção do cineasta Gustavo Spolidoro concorria com outras nove fitas, vindas de países como China, Argentina, Suécia e Russa. A produção, em cartaz no Brasil, mostra seis histórias diferentes que se passam na cidade de Porto Alegre.

De acordo com nota oficial do júri de Milão, Ainda Orangotangos venceu "pela aposta estilística em um único plano seqüência de 81 minutos", ou seja, o filme inteiro foi gravado todo de uma vez, sem cortes de edição. A banca selecionadora ainda afirma que Ainda Orangotangos é "brilhantemente resolvido".

Spolidoro foi o primeiro cineasta brasileiro a fazer todo um filme em plano seqüência. A técnica é a mesma usada por Alfred Hitchcock em um de seus primeiros filmes, Festim Diabólico, de 1948.