Após passar por quimioterapia, Bruce Dickinson aguarda para poder voltar aos palcos

Vocalista do Iron Maiden foi diagnosticado com um câncer na parte de trás da língua

Rolling Stone EUA Publicado em 05/03/2015, às 16h13 - Atualizado às 16h38

Liderado por Bruce Dickinson, Iron Maiden fez show na Arena Anhembi, em São Paulo.
Thais Azevedo

Bruce Dickinson, vocalista do Iron Maiden, encerrou em fevereiro deste ano sete semanas de sessões de quimioterapia para curar um tumor na parte de trás da língua. O artista, que tem 56 anos, passa bem, mas ainda terá que aguardar para voltar ao trabalho.

Relembre: Iron Maiden encerrou o último dia do Rock in Rio 2013.

Dickinson sofre “dor e desconforto consideráveis”, fruto do tratamento contra o câncer, mas segue otimista sobre a recuperação, divulgou o empresário da banda, Rod Smallwood, por meio de nota oficial, publicada no site do grupo de heavy metal.

Ryan Adams faz versão de música do Iron Maiden para trilha sonora de Californication.

O comunicado ressalta que a radiologia é cumulativa e permanece no corpo por cerca de três semanas depois de o indivíduo fazer o tratamento. Os sintomas devem ser amenizados ao longo dos próximos meses.

Assim que a lesão e a dor tiverem desaparecido, o cantor britânico passará por ressonância magnética, o que determinará oficialmente se o câncer está tratado.

O tumor foi localizado quando o músico passava por exames de rotina antes em 2015, felizmente, a doença foi descoberta em estágios iniciais, tendo boas chances de cura.

“O prognóstico continua extremamente bom e todos estão otimistas”, reforça o empresário. “Passado o exame, os atualizaremos pelo site do Iron Maiden, provavelmente no final de maio”.

Serão necessários alguns meses até que Dickinson esteja bem o suficiente para cantar com o grupo, mas os companheiros dele dizem basear os planos futuros na volta do vocalista, que manifestou através do mesmo comunicado o agradecimento ao “tremendo suporte e ao votos gentis”.