Pulse

App sobre David Bowie terá narração de Gary Oldman

O aplicativo usará a tecnologia de realidade aumentada para levar a exposição David Bowie Is aos celulares dos fãs do camaleão do rock

Redação Publicado em 04/01/2019, às 11h18

None
Gary Oldman (Foto:Vianney Le Caer/Invision/AP)

Gary Oldman, além de ser um ator vencedor do Oscar, era também amigo próximo de David Bowie. Graças a essa proximidade, ele foi escolhido para emprestar sua voz e fazer a narração do aplicativo de realidade aumentada David Bowie Is, uma adaptação portátil da exposição homônima que homenageia o camaleão do rock.

Em uma declaração, Oldman disse estar honrado em participar do projeto, acrescentando que é uma ótima iniciativa, pois vai levar a exposição a uma audiência ainda maior “e é ótimo que os fãs dele possam ter essa experiência”.

Os dois nasceram e foram criados no sul de Londres, e se conheceram no fim dos anos 1980, se tornando bons amigos. Eles apareceram juntos no filme Basquiat (1996), dirigido por Julian Schnabel, e Oldman estrelou no controverso clipe de Bowie da faixa “The Next Day”, no qual interpreta um padre.

O app permitirá que os usuários explorem em 3D e com opção de rotatividade em 360º os itens da exposição, e até alguns inéditos, como centenas de figurinos, cartas escritas a mão, artes originais e vídeos.

David Bowie Is será disponibilizado para dispositivos iOS e Android em 8 de janeiro, dia que seria o aniversário de 72 anos do cantor. Uma versão para dispositivos de realidade virtual está em produção, e deve ser lançada mais para o fim do ano.

A exposição que dá origem ao app começou no V&A Museum, em Londres, em 2013, e viajou o mundo. A última parada foi no Brooklyn Museum, em Nova York.

Em 2014, ela chegou a São Paulo no MIS, Museu da Imagem e do Som, e levou 80 mil pessoas ao espaço. Tornou-se a segunda maior exposição do MIS, atrás somente da mostra sobre o Castelo Rá Tim Bum.