Assista ao trailer frenético da cinebiografia de James Brown Get on Up

Chadwick Boseman, que atuou em 42: A História de uma Lenda, mostra a versão dele para o Padrinho do Soul

Rolling Stone EUA Publicado em 14/03/2014, às 17h46 - Atualizado às 20h42

Galeria – filmes aguardados de 2014 – Get on Up
AP

“Ninguém me ajudou”, disse Chadwick Boseman, o ator que interpreta James Brown na cinebiografia Get on Up, que estreia em agosto nos Estados Unidos. O trailer de dois minutos e meio mostra como o cantor de soul se tornou um performer e frontman lendário, sobrevivendo a uma infância pobre e ao período que passou no reformatório onde montou um coral gospel. O clipe também mostra os shows, perseguições policiais e até um flashback emocionante da sua infância, quando a tia dele diz: “Um dia, todo mundo vai saber seu nome.” A tagline do filme é “O que você ouviu é apenas o começo.”

20 passos de dança, graças e gestos icônicos de astros do rock e do pop transformados em GIFs.

O longa é dirigido por Tate Taylor, que também fez Histórias Cruzadas, e além de Boseman (que interpretou Jackie Robinson em 42: A História de uma Lenda), estão no elenco Viola Davis, Octavia Spencer, Jill Scott, Lennie James (The Walking Dead) e Dan Aykroyd, entre outros. Também conta com o ator Nick Eversman ( The Runaways - Garotas do Rock, Urban Explorer), interpretando um dos produtores do filme, Mick Jagger.

Dez grandes momentos de James Brown.

A Rolling Stone EUA falou com Jagger no set do filme no mês passado, onde o vocalista dos Rolling Stones falou sobre a performance de Boseman. “É um papel muito difícil”, disse ele. “Seria mais seguro pegar alguém da Broadway que tivesse bastante experiência com canto e dança. Chad seria o primeiro a dizer a você que ele não era um dançarino. Mas depois de treinar por seis semanas, ele se tornou totalmente o personagem.

Aprenda a dançar com Mick Jagger, o mais novo setentão do rock.

Em 2013, a filha de Brown, Deanna Brown-Thomas, disse à Rolling Stone EUA que o pai dela ficava intrigado e cauteloso com a possibilidade de um filme baseado na vida dele, especialmente porque iria dramatizar a sua vida problemática e o envolvimento com as drogas. “Papai não estava exatamente interessado que alguém filmasse a história da vida dele”, ela disse. “Ele ficava lisonjeado, mas não ficava super animado. Ele queria ter certeza de que as piores coisas não parecessem tão más.”

Exclusivo: Mick Jagger e Keith Richards contam como fizeram as pazes para comemorar os 50 anos de Rolling Stones.

O coprodutor de Jagger, Brian Grazer, tenta fazer uma cinebiografia de Brown desde o final dos anos 90, quando Eddie Murphy e Wesley Snipes foram cotados para o papel do protagonista e Spike Lee ia dirigir.

-