Estado do guitarrista do Wings é irreversível, diz ex-companheiro de banda

"Ele sofreu muitos danos cerebrais", afirmou Denny Seiwell sobre o estado de Henry McCullough, que sofreu um enfarto

Redação Publicado em 31/01/2013, às 19h02 - Atualizado às 19h34

Henry McCullough
Divulgação / Site Oficial

Denny Seiwell, ex-baterista do Wings, banda liderada por Paul McCartney e ativa entre 1971 e 1981, está pouco esperançoso de que o estado do companheiro Henry McCullough, guitarrista de 69 anos, tenha alterações positivas. McCullough sofreu um enfarto em novembro de 2012, na Irlanda do Norte, e desde então segue internado.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

"Infelizmente, temos más notícias quanto à condição do Henry", disse Seiwell ao site Something Else. "Ele sofreu muitos danos cerebrais com a falta de oxigênio do cérebro do período em que ele sofreu o enfarto até receber os primeiros socorros, no momento em que a ambulância chegou."

Seiwell prossegue com o discurso pessimista: "De acordo com alguns amigos, os médicos não acham que ele irá se recuperar. Ele vai precisar de ajuda constante para o resto da vida".

McCullough está internado desde o dia 5 de novembro de 2012. Desde aquela época, a sua condição já era dada como crítica pelos médicos, com havia noticiado a agência Associated Press.

Na ocasião, a irmã do guitarrista, que também emprestou seu solos refinados a Joe Cocker e Rae Morrison, disse à BBC que, mesmo doente, ele batalhava pela vida. "Ele é uma pessoa muito especial", afirmou.