Black Mirror: Bandersnatch tem narrativa com mais de um trilhão de combinações

O filme interativo já está disponível para os assinantes da Netflix

Redação Publicado em 29/12/2018, às 11h16

None
Fionn Whitehead no trailer de Black Mirror: Bandersnatch (Foto:Reprodução)

Até o lançamento, a informação de que Black Mirror: Bandersnatch teria uma história interativa, na qual o espectador escolheria com o controle remoto os caminhos a serem seguidos, era mera especulação. Agora, um dia após ser disponibilizado na Netflix, os fãs podem afirmar a veracidade dos boatos. E como.

Aparentemente, o longa de 90 minutos oferece para quem está assistindo mais de um trilhão de combinações de narrativa, tornando assim única cada aventura experienciada.

Na trama, Stefan (interpretado por Fionn Whitehead), tenta criar um jogo de computador baseado em um livro que também deixa os leitores escolherem os caminhos, mas que é tão complexo que deixou o autor louco a ponto de levá-lo a comenter um assassinato.

Em um certo momento, o personagem também acaba perdendo noção do que é realidade, e é nesse momento que são dadas aos espectadores opções de caminhos a seguir com a aventura. 

Apesar de disponibilizar cinco finais para o filme, existem mais de um trilhão de combinações que podem ser seguidas, e que, por fim, resultarão em uma das opções de final.

Foram gravados supostamente 312 minutos de material.

Segundo a cocriadora do filme, Annabel Jones, "um dos maiores desafios de produzir esse filme foi criar o mundo e todas as ramificações, além de ter que limitar algo que não tem um fim, com potencial infinito de gerar diferentes histórias.