Bob Dylan acusado de plágio em suas pinturas

Críticos dizem que novas imagens são cópias de fotos famosas

Matthew Perpetua Publicado em 28/09/2011, às 14h35 - Atualizado às 14h55

Bob Dylan aparece em nossa lista de mudanças de carreira mais ousadas do rock
AP

As pinturas de Bob Dylan da “Asia Series”, que estão, atualmente, sendo expostas na galeria Gagosian, em Manhattan, estão sendo criticadas por causa da semelhança entre elas e fotos pré-existentes bastante famosas. A série de pinturas, que são apresentadas como parte de um “diário visual” feito pelo cantor durante suas viagens pelo Japão, China, Vietnã e Coréia, foram comparadas a fotos famosos de fotógrafos conhecidos, como Henri Cartier-Bresson e Léon Busy.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

“A coisa mais impressionante é que Dylan não usou, meramente, a fotografia para se inspirar: ele usou inteiramente a composição do fotógrafo, copiou tudo exatamente”, escreveu o crítico Michael Gray em seu blog Bob Dylan Encyclopedia. "Ele copiou tudo com o máximo de proximidade possível. Esse pode ser um um jogo autoenriquecedor que ele está jogando com seus seguidores, mas não é uma abordagem muito criativa, quando se trata de pintura. Pode não ser plágio, mas é certamente copiar bastante.”

Enquando alguns fãs na comunidade Dylan-cêntrica online Expecting Rain expressaram preocupação com o grau de derivação da arte visual do compositor, outros argumentaram que “citação” faz parte da tradição da arte. Ainda assim, é um pouco difícil conciliar essa noção com o fato de que o trabalho foi apresentado como uma representação em primeira mão da experiência da lenda do rock no exterior.

Dylan, de certa forma, foi honesto a respeito de seu uso das fotos nas pinturas. Em um comunicado no catálogo da exposição, o cantor diz que pinta "majoritariamente a partir da vida real. Tem que começar com isso. Pessoas reais, cenas de rua reais, cenas de bastidores reais, modelos vivos, pinturas, fotos, cenários, arquiteturas, designs gráficos. Seja o que for que vá fazer funcionar".