Bono critica Bolsonaro em show do U2

Nos shows da turnê Experience & Innocence, o vocalista tem usado o personagem MacPhisto para criticar líderes da política internacional

Redação Publicado em 29/10/2018, às 13h26

None
Reprodução

Na noite do último domingo, 28, o U2 se apresentou em Belfast, na Irlanda do Norte, e, engajado como sempre, Bono aproveitou o polêmico dia na política brasileira para lançar uma crítica direta ao presidente eleito Jair Bolsonaro.

Durante os shows da turnê Experience & Innocence, o vocalista vem usando o personagem MacPhisto (um palhaço demoníaco criado em 1993 pelo músico) para mencionar e ironizar  grandes líderes da política internacional.

Ao som de um instrumental ambiente, e após mencionar o presidente norte-americano Donald Trump, o demônio de cartola afirmou: "Hoje, neste dia de eleições, duzentas milhões de pessoas estão prestes a ter seu Carnaval transformado em uma parada militar por um homem chamado Capitão Bossa Nova. Bolsonaro, não esqueçam o nome. São muitos nomes novos, mas apenas um rosto. O meu."

Assista ao registro abaixo.