Cantor mineiro Vander Lee morre aos 50 anos

Artista não resistiu a cirurgia depois de sofrer um aneurisma no coração

Redação Publicado em 05/08/2016, às 13h35 - Atualizado às 13h43

Vander Lee
Divulgação

O cantor Vander Lee morreu na manhã desta sexta-feira, 5. Segundo o site do jornal O Globo, o mineiro passou mal na última quinta, 4, em Belo Horizonte, enquanto fazia hidroginástica, sendo submetido a cirurgia, à qual não resistiu. Ele tinha 50 anos.

De acordo com o Estado de Minas, Lee sofreu um infarto e foi levado ao Hospital Madre Teresa, sendo diagnosticado com um aneurisma no coração. A operação foi realizada com sucesso na noite da última quinta, mas o cantor sofreu supostamente 12 paradas cardíacas.

Nascido Vanderli Catarina, o cantor começou a carreira nos anos 1980, mas só despontou nacionalmente na década seguinte. O primeiro álbum dele, Vanderly, saiu de maneira independente, em 1997, seguido por No Balanço do Balaio, lançado entre 1999 e 2000. No disco Gal Bossa Tropical (2002), Gal Costa gravou “Onde Deus Possa Me Ouvir”, composição de Lee.

Relacionado à música romântica e às baladas, Vander Lee já dividiu o palco com nomes como Elza Soares, Vanessa da Mata e Zeca Baleiro, entre outros. Além de Gal Costa, o mineiro já teve composições gravadas por Alcione, Maria Bethânia, Fábio Jr., Fagner, Elba Ramalho e Vanusa, entre outros. Entre trabalhos de estúdio e ao vivo, Lee lançou nove discos na carreira.

Vocalista do Jota Quest, Rogerio Flausino lamentou a morte do artista conterrâneo em uma postagem no Instagram. “Gostaria de prestar aqui singela homenagem a grande persona e grande artista, cantor e compositor mineiro, o querido VanderLee, que nos deixou hoje precocemente”, escreveu ele. “Esteja bem meu caro. Um abraço forte aos amigos e familiares.”

... Gostaria de prestar aqui singela homenagem a grande persona e grande artista, cantor e compositor mineiro, o querido #VanderLee, que nos deixou hoje precocemente. Esteja bem meu caro. #daquisoselevaoamor ?????????? Um abraço forte aos amigos e familiares.

A photo posted by Rogério Flausino (@rogerioflausinooficial) on