Morre Lesley Gore, cantora que defendeu direitos das mulheres nos anos 1960 e famosa por “It's My Party”

Ela estava com 68 anos e trabalhou ao lado do lendário Quincy Jones

Redação Publicado em 17/02/2015, às 16h13 - Atualizado às 16h33

Cantora, que faleceu em 16 de fevereiro de 2015, durante apresentação em 2015
Louis Lanzano/AP

Morreu nesta segunda-feira, 17, a cantora Lesley Gore, aos 68 anos, em Nova York. Ela não resistiu a um câncer no pulmão, informou a agência Associated Press. Conhecida especialmente pelo sucesso de “It's My Party”, música que gravou quanto tinha só 16 anos, em 1963, e que foi produzida pelo renomado Quincy Jones, a artista também militou pelos direitos das mulheres nos Estados Unidos.

“You Don’t Own Me” e sua mensagem de autonomia foi utilizada nos EUA para incentivar o voto entre as mulheres. “Não sou um dos seus muitos brinquedos, eu não pertenço a você, não me diga que não posso sair com outros meninos”, diz a letra da canção.

Ouça "It's My Party":

“Gravei ‘You Don’t Own Me’ em 1964. É difícil para mim acreditar, mas ainda lutamos pelas mesmas coisas pelas quais lutávamos antes. Sim, garotas, temos que nos unir, sair e votar e proteger nossos corpos. Eles são nossos”, declarou recentemente a artista nova-iorquina. Ouça a canção abaixo.

Gore foi indicada ao Grammy e para o Oscar, em 1980, pela trilha sonora do musical Fame. Seu último disco, The Canvas Can Do Miracles, foi lançado em 2005.