Charlie Sheen diz que Anger Management será seu último trabalho

“Quando eu me aposentar desse ramo vou me dedicar somente a jogos de futebol e parques de diversão”, disse ele

Rolling Stone EUA Publicado em 18/06/2012, às 15h19 - Atualizado às 15h46

Charlie Sheen
AP

Charlie Sheen disse em entrevista ao jornal The New York Times que sua nova série, Anger Management, que estreia no canal norte-americano FX no próximo dia 28, será seu último trabalho.

“Quando eu me aposentar desse ramo vou me dedicar somente a jogos de futebol e parques de diversão”, disse Sheen, quando lhe perguntaram sobre o que ele fará depois . "E quando isso acabar, eu encerro. Esse é meu último trabalho.”

Apesar de ser imensamente grato pela vida dos “sonhos” que atuar, especialmente na televisão, proporcionou a ele, Sheen admitiu que depois de 30 anos está pronto para algo novo.

"Tem muito mais coisa para se fazer lá fora do que faz de conta, sabe? Depois de um tempo, você fica cansado de usar as roupas de outra pessoa, dizer as falas de outra pessoa e trabalhar no espaço de outra pessoa."

Anger Management é o primeiro grande projeto de Sheen desde seu surto público, que fez com que ele deixasse o grande sucesso da CBS Two and a Half Men. O programa conta a história do personagem de Sheen, Charlie Goodson, um jogador de beisebol que se torna analista após sofrer uma contusão causada por ele mesmo durante uma crise de raiva.

A série também tem um detalhe de produção curioso: se os dez primeiros episódios forem bem-sucedidos, outros 90 serão produzidos nos dois anos seguintes. A maior parte dos programas leva mais ou menos cinco anos para chegar à marca de 100 episódios, o que geralmente significa ganhar “syndication” – o que quer dizer que uma outra emissora e estações de TV locais poderão adquirir os direitos para exibir os episódios antigos diariamente.

Em uma entrevista recente para a capa da Rolling Stone EUA, Sheen falou a respeito de seu comportamento errático do ano passado, carregado de bordões: "O cara é demitido, seus relacionamentos estão no lixo, ele está fazendo uma turnê de merda, não tem nada de ‘winning’ em nada disso”, disse ele. “Quero dizer, como é que um cara que está obviamente afundando, como ele pode considerar qualquer parte disso uma vitória? Eu estava em um completo estado de negação.”